FumanchúWebRádio

fan page

Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Caso Nardoni: Autorizada a trabalhar, Anna Jatobá diz que não consegue emprego Em outro caso de repercussão, Mizael Bispo, acusado de matar ex-namorada, aciona STJ

POR 
Anna Carolina Jatobá, madrasta de Isabella Nardoni, deixa presídio - Thiago Vieira / Diário de São Paulo
SÃO PAULO - No regime semiaberto desde julho, a madrasta da menina Isabela NardoniAnna Carolina Jatobá, não consegue emprego fora do presídio de Tremembé, interior de São Paulo, onde cumpre pena pela morte da enteada, em 2008. De acordo com o advogado Roberto Podval, a Justiça autorizou sua cliente a trabalhar na região durante o dia, mas ela não encontra vagas. Anna Carolina foi condenada a 26 anos e 8 meses pela morte da criança, então com 5 anos, ao lado do marido Alexandre Nardoni.

Embora a falta de oportunidade seja o principal motivo para justificar porque Anna Carolina ainda não está trabalhando, segundo o advogado, também pesa a segurança dela fora do presídio.

— Ela não tem onde trabalhar. Óbvio que não deixa de ser mais seguro ficar no presídio, por conta da repercussão do caso, mas nem opção ela tem — diz Podval.

Atualmente, Anna Jatobá trabalha numa confecção que funciona dentro de Tremembé. O trabalho dentro do presídio é utilizado para diminuir a pena final.

A detenta conquistou a progressão do regime após a defesa mostrar que ela cumpre no presídio suas tarefas disciplinares de forma satisfatória. Um laudo psicológico ainda afirma que a chance de ela cometer novo crime é “nula”. Assim, Anna Carolina passou a ter direito a cinco saídas temporárias por ano em datas comemorativas, com autorização do presídio, e também de trabalhar.

No Dia das Crianças, em outubro, Anna Carolina deixou o presídio pela primeira vez e passou o feriado com os dois filhos, de 10 e 12 anos, que moram com a família dela em São Paulo. A madrasta sempre negou a autoria do crime e, em conversa com assistente social na cadeia, destacou que "não se sentia culpada nem arrependida, porque era inocente".

'CASO MÉRCIA': DEFESA DE EX-PM PEDE SOLTURA

Em outro caso de homicídio que gerou grande repercussão em São Paulo, a defesa do ex-policial Mizael Bispo de Souza, condenado a 20 anos de prisão pela morte da ex-namorada Mércia Nakashima, ocorrida em 2010, espera vê-lo solto "em breve". O advogado dele, Valmir dos Santos, afirmou ao GLOBO que há duas semanas apresentou um recurso especial ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) para que sua sentença seja revista.

A defesa alega que, dentro do processo, constam a confissão de dois homens no crime perante o delegado do caso, Antônio Olim. Eles teriam sequestrado e matado a vítima, mas não foram "devidamente investigados". Além disso, alega Santos, o juiz do caso, Leandro Jorge Bittencourt Cano, errou ao interrogar Mizael durante inquérito policial. O magistrado também teria participado da colheita direta da prova contra o condenado.

— Mizael tem todos os requisitos para ser posto em liberdade. Temos réu confesso não investigado e um juiz que errou ao participar da colheita de prova contra ele — aponta Santos.

Já o promotor do caso, Rodrigo Merli, diz que "é tudo lorota" e afirma que deve ser difícil a defesa conseguir uma decisão favorável. AO GLOBO, ele explicou que as três pessoas foram, sim, investigadas, mas a participação delas foi descartadas.

Uma delas, identificada pelo promotor como Nego Márcio, mentiu ao afirmar que Mizael tinha sequestrado Mércia e ficado com ela em cativeiro por dois ou três dias. Ficou comprovado, porém, segundo Merli, que o carro da vítima foi jogado na represa no próprio dia do desaparecimento.

Outro investigado, identificado como Henrique, dizia ser ele o assassino, mas teria problemas mentais "e que só queria aparecer", observa o promotor. A terceira pessoa, identificada como Sandro Careca, nunca foi encontrada.

Com relação ao juiz, Merli explica que não existiu interrogatório na fase do inquérito, apenas na judicial, e ainda que eventuais irregularidades não contaminam a ação penal.

— Esse caso está encerrado. Não reformam de jeito nenhum — pontua Merli.

Mércia Nakashima, que também era advogada, desapareceu em maio de 2010 depois de ter saído da casa de familiares, em Guarulhos. Seu corpo foi encontrado em Nazaré Paulista no mês seguinte, um dia após seu carro ser localizado submerso numa represa. A vítima foi baleada e morreu afogada.

Mizael negou ter cometido o crime, mas foi condenado em 2013 por homicídio triplamente qualificado (motivo torpe, recurso que impossibilitou a defesa da vítima e emprego de meio cruel). Em junho último, porém, a Justiça de São Paulo aumentou o tempo da condenação do advogado e ex-policial militar para 22 anos e oito meses de prisão.

MONIQUE EVANS NEGA SILICONE OU RETOQUES NO BUMBUM, AOS 61 ANOS: 'TODO NATURAL'

Evans publicou foto mostrando o bumbum
Extra

Monique Evans lacrou nesta quinta-feira ao publicar uma foto de topless e exibindo o bumbum lisinho, aos 61 anos. A Titia recebeu muitos elogios pela ótima forma, mas também algumas críticas, de gente duvidando se todo aquele derrière seria mesmo dela ou se não teria algum filtro para melhorar a imagem.
"Não tenho silicone e nem nenhuma aplicação de nada no bumbum. Sou contra isso, porque não gosto de bumbum grande. A foto é sem filtro, e o bumbum é todo natural", garantiu ela ao EXTRA na manhã desta sexta-feira. "Não tem como colocar o bumbum no resto do corpo. Essa tatuagem de Jesus é minha e tem uma outra no bumbum, que todo mundo conhece", justifica.
A mãe de Bárbara Evans contou que a foto foi tirada pela própria mulher, a DJ Cacá Werneck, e que postou a imagem para servir como comparação daqui a alguns meses.
"Voltei a malhar agora, porque quero dar uma diminuída no bumbum. Estou querendo emagrecer, perder medidas, dar uma secada e definir as costas. Postei a foto justamente para a ver a diferença de agora para daqui a uns meses", explica. "Da próxima vez que eu fizer, se Deus quiser, vou estar com as costas mais definidas ainda".
Muitos comentários chamaram atenção ainda para o tamanho do atributo físico da loira. Monique conta que o bumbum ficou grande depois dos 50 anos.
"O bumbum não é tão grande, gente. É que estou deitada. Malhei muito pesado durante uma época, então, depois dos 50 anos, fiquei com o bumbum grande de músculos. Era aquele bumbum mais masculino, que vai para trás".
Monique Evans publica foto ousada
Monique Evans publica foto ousada Foto: Reprodução/Instagram

Viúva de coordenador de presídio diz que perdeu homem da sua vida

Durante o velório do coordenador de Disciplina da Penitenciária Mista de Parnaíba, José Silvino da Silva, os familiares afirmaram que ficaram em estado de choque com a morte do familiar e pedem justiça.  Muito emocionada, viúva do agente penitenciário, Marileide de Sousa, disse que “perdeu o homem da sua vida”. 
“Eu perdi o homem da minha vida. É isso que tenho para dizer. Foi o único homem que amei e o único que vou levar para a vida”, lamentou Marileide. 
José Silvino da Silva foi assassinado a tiros na noite dessa quarta-feira (23). A vítima, que também era empresário, estava fechando seu estabelecimento comercial quando dois homens em uma motocicleta atiraram contra ele. A Polícia Militar e a direção do presídio tratam o caso como execução. 
“A gente deseja que seja feita muita justiça. Além de tirar a vida de um trabalhador, tiraram a vida de um pai de família”, disse a filha de José Silvino, Denise Silvino. 
O presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Piauí (Sinpoljuspi), José Roberto, também participou do velório do agente José Silvino. Ele defende que a suposta ordem de execução do coordenador partiu do presídio de Parnaíba.
“As instigações não foram concluídas, mas acreditamos que a ordem partiu de dentro do presídio. Infelizmente o Estado, dentro da sua omissão, não nos dá condições para desenvolvermos nosso trabalho”, criticou o sindicalista. 
José Silvino trabalhava na Penitenciária Mista de Parnaíba há 27 anos e era coordenador de Disciplina e do setor do Almoxarifado do presídio. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios. Até agora nenhum suspeito foi preso. 

Izabella Pimentel com informações da TV Cidade Verde
redacao@cidadeverde.com 

TRISTE FATALIDADE

Estes são os 44 tripulantes do Submarino Ara San Juan que desapareceram há 8 dias. Hoje a marinha confirmou que houve uma explosão, no entanto, todo o país espera mais certezas sobre o que aconteceu com estes servidores da pátria.
A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé
A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo
A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sorrindo, oceano, céu, montanha, atividades ao ar livre e água
A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sorrindo, oceano, céu, atividades ao ar livre e água
É muito triste, são 44 pessoas que se foram e deixarão filhos, pais, mães, irmãos e amigos! Força Argentina, nós brasileiros estamos com vocês, sempre!
 

Professora e filha morrem em acidente e prefeitura suspende aulas

  • acidente-cocal-blog-do-coveiro-_(1)_(1).jpgBlog do Coveiro
  • acidente-cocal-blog-do-coveiro-_(3).jpgBlog do Coveiro
  • acidente-cocal-blog-do-coveiro-_(4).jpgBlog do Coveiro
  • acidente-cocal-blog-do-coveiro-_(6).jpgBlog do Coveiro
  • acidente-cocal-blog-do-coveiro-_(7).jpgBlog do Coveiro
  • acidente-cocal-blog-do-coveiro-_(9).jpgBlog do Coveiro
A professora Carmen Lucia Vieira Cardoso, de 42 anos, e sua filha, Natália Cardoso da Costa, de 21 anos, morreram em um acidente de trânsito na noite dessa quinta-feira (23) na cidade de Cocal, no Norte do Piauí. 
As duas estavam em uma motocicleta que colidiu com uma caminhonete modelo D-10, que trafegava em sentido contrário. O acidente aconteceu na  localidade Baixa do Cocal. 
Após o acidente, o motorista da caminhonete, supostamente embriagado e de identidade ainda não informada, teria fugido do local sem prestar socorro às vitimas. A Polícia Civil investiga o caso. 
A professora Carmem Lúcia trabalhava na rede municipal. Em nota, a prefeitura de Cocal lamentou a morte dela e da filha e decretou luto oficial de três dias no município, além de suspender as aulas da cidade nesta sexta-feira (24).
O prefeito da cidade, Rubens Vieira, se posicionou sobre as mortes em seu Facebook e disse que o município perdeu “grandes personalidades”. 
“É com imenso e profundo pesar que recebo a notícia do falecimento da professora Cármen Lúcia Vieira Cardoso e de sua filha, Natália Cardoso da Costa, ocorrido em trágico acidente automobilístico, nessa quinta-feira (23). Sem dúvidas, Cocal perde grandes personalidades e amigas que, certamente, farão falta em nosso cotidiano. Manifesto minha solidariedade a todos os familiares e amigos, ao tempo que desejo que Deus conforte seus corações. Força nesse difícil momento!”,  escreveu o prefeito. 

Izabella Pimentel 
Com informações do Blog do Coveiro
redacao@cidadeverde.com

General questiona atitude de Dias Toffoli

General questiona atitude de Dias Toffoli
O que o ministro do STF Dias Toffoli fez ontem, é a prova de que somente uma intervenção militar pode salvar o país. 
Como a votação no plenário do STF atingiu maioria, era certa a aprovação da restrição ao Foro Privilegiado. 
Era. Dias Toffoli entrou em cena, pegou o processo e impediu que o julgamento terminasse. 
O general Paulo chagas usou sua rede social para questionar a atitude do ministro. 
Disse o militar:
"Toffoli cumpre ordens do PT e senta encima do processo do fim da impunidade ? Seria fidelidade a compromissos assumidos ?"
Por falar em Dias Toffoli, por que será que ninguém mais ouve falar na delação de Léo Pinheiro da OAS ?

Dinheiro atribuído a Geddel era propina do PMDB, Funaro e Odebrecht, diz investigação

Dinheiro atribuído a Geddel era propina do PMDB, Funaro e Odebrecht, diz investigação
Os R$ 51 milhões encontrados pela Polícia Federal (PF) em um apartamento de Salvador que supostamente funcionava como uma espécie de sala-cofre do ex-ministro Geddel Vieira Lima são a soma de propinas vindas do PMDB, da construtora Odebrecht e do operador Lúcio Funaro, apontam as investigações. 
No entanto, Geddel nunca esclareceu de onde saiu tanto dinheiro, mas os investigadores dizem que há claros indícios do crime de lavagem.
Fontes confirmaram à TV Globo que os investigadores trabalham com quatro possíveis fontes de dinheiro:
São elas:
-Repasses de Lúcio Funaro
-Desvios de políticos do PMDB
-Odebrecht
-Assessores
Job Ribeiro, ex-assessor de Geddel, afirmou em depoimento que repassava 80% de seu salário pago pela Câmara – R$ 8 mil por mês – para a família Vieira Lima.
E que o motorista e uma secretária do deputado também devolviam parte de suas remunerações. Segundo Job, os recursos eram sacados e ficavam guardados na casa da mãe de Geddel, que armazenava dinheiro no closet.
Com informações do G1. 

URGENTE: Ataque em mesquita no Egito mata mais de 115 e fere cerca de 120

Um ataque contra uma mesquita no norte da Península do Sinai, no Egito, deixou ao menos 115 pessoas mortas e mais de 12 feridas, informou na manhã desta sexta-feira, 24, a televisão pública do país. 
Nenhum grupo insurgente assumiu responsabilidade imediatamente pelo atentado, o mais mortífero na região nos últimos três anos.
De acordo com as primeiras informações, supostos militantes atingiram a mesquita de Al-Rawdah, em Bor al-Abed, a oeste da cidade de Arish, com uma bomba e realizaram um ataque a tiros. 
Testemunhas relataram que mortos e feridos foram levados em ambulâncias a hospitais da região.
Com informações do Estadão

Lula vai acabar preso no caso Celso Daniel

Lula vai acabar preso no caso Celso Daniel
Em entrevista a Revista Veja, a deputada federal Mara Gabrilli disse que entregou ao juiz Sergio Moro um dossiê sobre Ronan Maria Pinto, empresário acusado de participar da morte do ex-prefeito de Santo André Celso Daniel em 2002. 
Para ela, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai ser preso por envolvimento no caso. “Marcos Valério me disse que tem as provas que incriminam o ex-presidente”.
Deputada pela PSDB, Mara também afirmou que sente vergonha do partido depois do vazamento do áudio em que Aécio pedia dinheiro ao empresário Joesley Batista.
"Foi a primeira vez que não senti orgulho de dizer que era do PSDB. Talvez tenha sido ingênua, principalmente em relação ao Aécio”, disse.
A entrevista completa está na revista desta semana.

José Dirceu Será Preso Novamente Nos Próximos Dias E Terá De Volta Para Curitiba

Agora, não tem mais jeito. O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) já negou os Embargos de Declaração da defesa do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu e confirmou a condenação por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, ao participar do esquema de corrupção da Petrobras por meio de contratos da Engevix, no âmbito da operação Lava-Jato.
Neste processo, Dirceu foi denunciado por comandar um grupo de operadores, recebendo propinas em dinheiro vivo ou depósitos em contas de terceiros, além de lavagem por meio da realização de reformas em seus imóveis.
Segundo a denúncia da Lava-Jato, Dirceu recebeu recursos por intermédio de diversas pessoas, como assessores, seu irmão Luiz Eduardo de Oliveira e o ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, também réu na mesma ação penal.
SEM RECURSOS – Os Embargos de Declaração foram rejeitados pela 8ª Turma do Tribunal nesta terça-feira. No desespero, a defesa de Dirceu estuda entrar com mais um recurso, o chamado Embargo Infringente, porque houve divergência nos votos a respeito da pena, que foi ampliada em mais 10 anos, para chegar a 30 anos, 9 meses e 10 dias de reclusão.
No entanto, a apresentação de Embargo Infringente não terá efeitos e o pedido será liminarmente rejeitado, porque a decisão de condenar Dirceu foi unânime. A defesa de Dirceu somente poderia apresentar este tipo de recurso se a condenação fosse por 2 votos a 1, mas isso não aconteceu, só houve divergência na chamada dosimetria da pena.
Agora, o desembargador-relator vai mandar publicar o acórdão da 8ª Turma, ratificando a condenação e determinando que Dirceu seja preso novamente, para cumprir o resto da pena.

ISSO É UMA AULA PARA MUITOS IDIOTAS.

Ruth Catala, angolana residente em Curitiba, fala sobre o movimento negro de hoje criticando os "mimimis" que vemos todos os dias.

Procurado por aplicar golpes em Parnaíba é preso em São Paulo Edilson Garcez era procurado desde maio de 2016 pelo crime de estelionato.

Meio Norte
Procurado por aplicar golpes em Parnaíba é preso em São Paulo
Edilson Garcez da Costa, de 34 anos, foi preso pela polícia de São Paulo após tentar aplicar mais um golpe a uma pousada. Desta vez, ele não conseguiu fugir para longe e foi preso após o empresário localizar um mandado de prisão em aberto e acionar a Companhia de Ações Especiais - CAEP de São José do Rio Preto.
Segundo informações da vítima paulista, o comportamento suspeito do homem foi percebido quando o proprietário da pousada teria cobrado o pagamento da hospedagem. Assim como faz em diversos locais, Edilson Garcez saiu do local sem pagar. A prisão aconteceu por volta de 1h da madrugada desta sexta-feira (24/11) em frente a uma residência na rua Iriritiba, bairro Anchieta, em São José do Rio Preto-SP.
Ele era procurado pela polícia de todo o país desde maio de 2016 quando o primeiro mandado de prisão foi expedido pela 1ª Vara Criminal de Parnaíba e foi cadastrado no banco nacional.
Mandado de prisão foi expedido pela 1ª Vara Criminal de Parnaíba.
Mandado de prisão foi expedido pela 1ª Vara Criminal de Parnaíba.
Edílson Garcez da Costa é acusado de comprar mercadorias em lojas e não pagar, se hospedar em pousadas e não pagar, e ainda chega a emitir cheques sem fundo. Segundo denúncia veiculada na Rede Meio Norte em agosto de 2015, o prejuízo no comércio parnaibano chega a ultrapassar a quantia de R$ 50 mil (cinquenta mil reais). O caso foi investigado pelo 2º Distrito Policial de Parnaíba e o homem foi indiciado pelo crime de estelionato, previsto no artigo 171 do Código Penal Brasileiro.
REVEJA NA REPORTAGEM ABAIXO, O RELATO DE ALGUMAS VÍTIMAS DO ESTELIONATÁRIO:
Segundo a juíza de direito Dra. Maria do Perpétuo Socorro Ivani de Vasconcelos, Edilson Garcez ficará recluso em São Paulo enquanto aguarda o julgamento do caso. A audiência que condenará o homem pelos crimes cometidos deverá acontecer nos próximos meses.
Edilson Garcez preso em São Paulo.  (Crédito: CAEP / Divulgação)
Edilson Garcez preso em São Paulo. (Crédito: CAEP / Divulgação)

Problemas surgidos com transporte escolar em Parnaíba serão discutidos em audiência pública na Câmara Municipal

Reunidos na tarde de ontem com a secretária municipal de educação, Altair Marinho e com o secretário de governo, Carlos Eduardo, um grupo de vereadores decidiu ampliar a discussão em torno de problemas decorrentes da falta de contrapartida do governo do estado, no que tange ao transporte escolar em Parnaíba, em virtude de ser apenas o município quem atualmente está com a responsabilidade pelo transporte de alunos para suas escolas. “Hoje, 70% dos alunos que o município transporta pertencem à rede estadual de ensino”, informou a secretária Altair.
O vereador Reinaldo Filho sugeriu, na ocasião, que fosse realizada uma audiência pública, na Câmara Municipal, a fim de que o assunto seja compartilhado com a população e os meios de comunicação, por se tratar de um assunto de extrema importância. “Temos que discutir isso agora, no período de recesso escolar, porque é necessário que nossos jovens sejam mantidos em suas escolas, evitando que fiquem nas ruas, fortalecendo os índices de violência e de viciados”, pontuou. Todos os demais vereadores presentes concordaram que a audiência seja realizada dia 6 de dezembro, no horário regimental, às 19h30min.
Por conta do grande número de alunos nos ônibus “eles estão ameaçando as apoiadoras. Elas já evitaram até que meninos de 10 anos fizessem relações sexuais dentro do transporte”, denunciou a secretária Altair. Ela disse também que quando falta o transporte em algumas escolas, mesmo sendo da rede estadual, a culpa recai apenas sobre a prefeitura. “E isso deve ser compartilhado, porque o Estado também recebe dinheiro para o transporte escolar”, salientou.
Na mesma reunião foram tratados ainda diversos outros temas ligados à educação, inclusive, sobre o compromisso do prefeito de fazer da educação pública municipal um modelo para o Nordeste. A Secretária Altair, por exemplo, citou como referência, a Escola Municipal Benedito dos Santos Lima, que nem de transporte escolar precisa, por ter como clientela alunos residentes nas imediações. “Temos que pegar as melhores diretoras, ouvi-las e chamá-las para fortalecerem este propósito”, concluiu.