FumanchúWebRádio

fan page

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

FRASE DO DIA

Site do Bradesco fica fora do ar Grupo hacker diz ser responsável por ataque à página. Banco ainda não se pronunciou sobre o assunto. Do G1, em São Paulo

O site do banco Bradesco está fora do ar na manhã desta terça-feira (31). Procurado pelo G1, o banco ainda não se pronunciou sobre o assunto.
O acesso por meio de celulares como o iPhone, por exemplo, também está com problemas.
O grupo hacker Anonymous assumiu a autoria do ataque ao site do banco. Em mensagem publicada no Twitter, eles afirmam que o "alvo foi atingido" e que o site bradesco.com.br "está à deriva".
No Twitter, grupo diz ser responsável pela queda do site do banco (Foto: Reprodução/Twitter)No Twitter, grupo diz ser responsável pela queda
do site do banco (Foto: Reprodução/Twitter)
O grupo anunciou no microblog que realizaria ataques a diversos sites de bancos brasileiros esta semana. Na segunda-feira (30), o Anonymous disse que derrubou o site do Itaú. O banco afirmou que apenas passou por uma instabilidade temporária.
veja também

Dilma chega a Havana para primeira visita a Cuba como presidente Presidente foi recebida no aeroporto pelo chanceler Bruno Rodríguez. Agenda desta terça inclui reunião com Raúl Castro e visita a porto.

Do G1, em Brasília


A presidente Dilma Rousseff desembarcou no início da noite desta segunda-feira (30) na capital de Cuba, Havana, para sua primeira viagem presidencial à ilha caribenha. No aeroporto, ela foi recebida pelo chanceler Bruno Rodríguez, recebeu flores e deixou o local sem falar com a imprensa.
A presidente Dilma Rousseff, ao desembarcar no aeroporto de Havana, recebida pelo chanceler Bruno Rodríguez (Foto: Enrique de la Osa/Reuters)A presidente Dilma Rousseff, ao desembarcar no aeroporto de Havana, recebida pelo chanceler Bruno Rodríguez (Foto: Enrique de la Osa/Reuters)
Ainda nesta terça (31), conforme a agenda presidencial, Dilma terá reunião e almoço com o presidente de Cuba, Raúl Castro. Irá visitar depois o porto de Mariel, com investimentos brasileiros. Ela deixa o país ainda na terça. Na quarta (1°), Dilma tem compromissos no Haiti.
Antes, o primeiro compromisso da presidente será uma visita ao monumento e memorial de José Martí, político e pensador do século 19 que lutou pela independência do país da Espanha.
Dilma deve anunciar, durante a visita, liberação de um crédito de cerca de US$ 70 milhões para auxiliar no desenvolvimento da agricultura familiar de Cuba. O crédito, segundo o governo brasileiro, era uma forte demanda do governo de Cuba e vai financiar a compra de maquinário e insumos agrícolas por pequenos agricultores cubanos.

Moto tomada de assalto é resgatada no matagal em Parnaíba

A moto YBR estava sem a placa.
A Polícia Militar resgatou uma motocicleta YBR de cor vermelha por volta das 15h30 de segunda-feira (30) em um matagal na rua Projetada 202, bairro Planalto Mão Santa, em Parnaíba.
Segundo Wellington Silva, sargento da Polícia Militar, a moto havia sido tomada de assalto na noite de domingo (29). A polícia havia feito diligência com o objetivo de recuperar o veículo e deter os assaltantes, mas sem sucesso. De acordo com Sargento, a Central de Operações Policiais Militares (COPOM) comunicou a guarnição sobre a localização da moto.
O lavrador Manoel Cardoso Batista, disse que foi ele quem ligou para a centra e informou que a moto YBR estava abandonada com a chave no contato, fato que o intrigou. Disse ainda, que por receio de outra pessoa vir buscar o veículo, resolveu denunciar. Batista deduziu que o dono não iria abandonar seu veículo com a chave.
O sargento Wellington Silva afirmou que a moto, que estava sem placa, seria levada para a Polícia Civil a fim de identificar o proprietário do veículo para efetuar a restituição. Ele comentou que já estão sendo comuns, os assaltantes abandonarem os veículos roubados naquela área de Parnaíba para se livrarem do flagrante.
Fotos: Daniel Santos

Mais dois corpos do desabamento no Rio são identificados, diz polícia Agora já são 15 os corpos reconhecidos dos 17 resgatados nos escombros. Corpos já foram liberados pelo IML para famílias providenciarem enterros.

Lilian QuainoDo G1 RJ 
Área do desabamento segue isolada pela Defesa Civil (Foto: Thamine Leta/G1)Área do desabamento segue isolada pela
Defesa Civil (Foto: Thamine Leta/G1)
Mais dois corpos de vítimas do desabamento de três prédios no Centro do Rio foram identificados, informou na manhã desta terça-feira (31) a assessoria da secretaria de Polícia Civil. Os corpos identificados são de Daniel de Souza Jorge Amaral, sem idade informada, e Miriene Lopes dos Santos, de 66 anos. Com isso sobe para 15 o número de corpos identificados. Outras duas vítimas permanecem no IML aguardando o reconhecimento. Veja a lista dos identificados.
Segundo a polícia, os corpos de Daniel e Miriene foram identificados na noite de segunda-feira (30) e já foram liberados pelo Institito Médico Legal (IML) para que as famílias possam providenciar os sepultamentos. 
Exames de DNA
Familiares de desaparecidos no desabamento foram, na manhã da segunda-feira (30), ao Instituto de Pesquisa e Perícias em Genética Forense, da Polícia Civil, fazer exames de DNA que poderão ajudar na identificação dos corpos resgatados nos escombros que ainda não foram reconhecidos.
A informação é a Secretaria municipal de Assistência Social, que continua mantendo um ponto de apoio a essas famílias na Câmara dos Vereadores, no Centro, próximo ao local da explosão. Os familiares seguem no local à espera de informações sobre os desaparecidos.
Na Câmara dos Vereadores, há, segundo a secretaria, médicos, assistentes sociais e psicólogos para dar apoio às famílias. Na manhã desta terça-feira (31), haverá um ato ecumênico na Câmara, reunindo as famílias e as equipes de apoio.
TrânsitoTambém na segunda, o trânsito no Centro do Rio começou a voltar ao normal. Segundo o Centro de Operações da Prefeitura do Rio, a Avenida Treze de Maio foi liberada aos pedestres após a instalação de tapumes que cercam os escombros que ainda são retirados.
A Avenida Almirante Barroso foi totalmente liberada ao tráfego. A via estava interditada desde a noite de quarta, entre a Avenida Rio Branco e a Rua Senador Dantas, para facilitar o trabalho das equipes nas buscas e retirada de escombros na Avenida Treze de Maio.
A Rua Senador Dantas também voltou à mão de origem, da Evaristo da Veiga à Avenida Chile.  Permanecem interditados, preventivamente, pela Defesa Civil o prédio de número 6 da Avenida Almirante Barroso e o anexo do Theatro Municipal.
Espaço para homenagens
Na noite de domingo (29),o comandante da Guarda Municipal, Henrique de Lima Castro, disse que vai criar um espaço na Avenida Treze de Maio, cercado com grades, em frente ao local dos desabamentos de três prédios, para quem quiser prestar homenagens às vítimas.
“Eu determinei que seja feito um espaço para as pessoas que queiram homenagear as vítimas do desabamento. Assim, elas não vão atrapalhar o fluxo de pedestres, que, amanhã deve ser muito grande, como é normalmente aqui no Centro da cidade”, explicou Lima Castro no domingo.   Mapa detalhado dos prédios do desabamento no Rio (Foto: Arte G1)

Produção industrial avança 0,3% em 2011 Dados do IBGE mostram que a produção cresceu 0,9% em dezembro - estimulada, sobretudo, pelos bons resultados do primeiro trimestre

Produção industrial cresce apenas 0,3% em 2011 e sofre pela desaceleração do setor automotivo
Produção industrial cresce apenas 0,3% em 2011 e sofre pela desaceleração do setor automotivo (Germano Luders)
A produção industrial brasileira fechou 2011 com modesto crescimento de 0,3%, informou nesta segunda-feira o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado é bem abaixo do crescimento de 10,5% registrado em 2010, quando acumulou a maior variação positiva em 24 anos. O resultado acumulado de do ano passado ficou dentro do esperado por analistas, que previam aumentos de 0,20% a 0,50%, e em linha com a mediana projetada para o período, de 0,3%.
Em dezembro de 2011, o índice cresceu 0,9% frente ao mês anterior, na série livre de influências sazonais, após ter registrado ligeira variação positiva de 0,2% em novembro. Na comparação com dezembro de 2010, a produção da indústria teve queda de 1,2%.
Setores - Entre as categorias industriais, o segmento de bens de capital foi o principal destaque, sustentado principalmente pelo avanço na produção de bens de capital para transportes. Já o segmento de bens de consumo duráveis acabou sendo pressionado pela queda na fabricação de automóveis, exerceu a influência negativa mais relevante.
O avanço de 0,9% da atividade industrial na passagem de novembro para dezembro foi reflexo de um movimento de recuperação da indústria, que alcançou 16 dos 27 ramos pesquisados e todas as categorias de uso. Entre os setores, a principal influência positiva veio de veículos automotores, com avanço de 5,2%, após recuar 13% em setembro de 2011. Segundo o IBGE, a principal razão do recuo foi a concessão de férias coletivas em várias empresas do setor - que, por sua vez, ocorreram devido à forte queda na demanda por automóveis.
Entre os demais impactos positivos do índice, na comparação mensal, estão os segmentos de alimentos (3,9%); equipamentos de instrumentação médico-hospitalares, ópticos e outros (16,8%); máquinas, aparelhos e materiais elétricos (6,4%); máquinas e equipamentos (2,1%); outros equipamentos de transporte (2,4%); e celulose e papel (1,3%). Por outro lado, entre as 11 atividades que reduziram a produção, os desempenhos de maior importância foram edição e impressão (-4,0%), vestuário e acessórios (-9,4%), que praticamente eliminou a expansão de 9,5% verificada no mês anterior, têxtil (-4,6%), produtos de metal (-2,0%) e borracha e plástico (-1,8%).
A desaceleração da indústria pode ser notada de maneira ainda mais clara por meio dos índices trimestrais. Nos três primeiros meses do ano, o avanço foi de 2,8%, uma vez que o segundo não passou de 0,6% e, no terceiro, ficou em 0%. O recuo mais expressivo foi verificado no quarto trimestre, quando a atividade industrial caiu 2%.
Veja

POLÍTICA.

Wagner e o traficante

Nas asas do tráfico
Com 22 anos de magistratura nas comarcas criminais da Bahia (e muitas passagens polêmicas), a juíza Olga Regina Guimarães lançará hoje um livro que promete trazer muita dor de cabeça para Jaques Wagner.
Batizado de O preço amargo da calúnia, o livro relata episódio ocorrido em 2002, quando Wagner, então candidato ao governo baiano, voou no avião do narcotraficante colombiano, Gustavo Duran Bautista, preso no Uruguai em 2007 com meia tonelada de cocaína.
Apesar de levantar a polêmica, o livro alivia a barra de Wagner quando Olga diz acreditar que o petista voou no jato sem saber que o dono era traficante. Gustavo se passava por um promissor fazendeiro no estado. Os adversários de Wagner estão vibrando com o livro.
Por Lauro Jardim