FumanchúWebRádio

fan page

Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Lizi Soares, modelo que encantou Neymar, posa de Mamãe Noel sensual 'Meus amores merecem um presente antecipado, afinal são muito fiéis e especiais pra mim!', disse ela, candidata ao título de mais sexy do Brasil.

Thaís Sant'Annado EGO, em São Paulo

Lizi Soares, a loira que encantou Neymar e uma das candidatas ao título de "A garota mais sexy do Brasil", fez um ensaio provocante. Nas fotos, a modelo aparece sensualizando de mamãe noel, enpinando o bumbum e decotada.
Os cliques, segundo Lizi, foram um mimo aos seus fãs. "Meus amores merecem um presente antecipado, afinal são muito fiéis e especias pra mim Se depender de mim nenhum deles fica sem presente neste Natal!", disse ela.
Lizi Soares (Foto: Walmor de Oliveira / Divulgação)Lizi Soares (Foto: Walmor de Oliveira / Divulgação)
Lizi Soares (Foto: Walmor de Oliveira / Divulgação)Lizi Soares (Foto: Walmor de Oliveira / Divulgação)
Lizi Soares (Foto: Walmor de Oliveira / Divulgação)Lizi Soares (Foto: Walmor de Oliveira / Divulgação)
Lizi Soares (Foto: Walmor de Oliveira / Divulgação)Lizi Soares (Foto: Walmor de Oliveira / Divulgação)
Lizi Soares (Foto: Walmor de Oliveira / Divulgação)Lizi Soares (Foto: Walmor de Oliveira / Divulgação)

ESTAMOS FUDIDOS SE NÃO FIZERMOS NADA

Gravíssimo !!! MEC estimula crianças a terem relação sexual !!! O MEC estabelece como princípio da educação infantil brasileira "o direito da criança ao prazer sexual" !!! Por Guilherme Schelb, Procurador da República.

Gravíssimo !!! MEC estimula crianças a terem relação sexual !!!O MEC estabelece como princípio da educação infantil brasileira "o direito da criança ao prazer sexual" !!!Por Guilherme Schelb, Procurador da República.

Posted by Alexandre Bruno Raul Freitas on Domingo, 29 de novembro de 2015

CARÁTER

Eis a diferença entre ser Gigante e ser um átomo. Vasco podia perder, já tava classificado, mas não entregou.

Link permanente da imagem incorporada

O xadrez em Parnaíba‏

O ex-superintendente municipal de esporte, jornalista Arlindo Leão (O Piaguí Culturalista), esteve visitando recentemente a Fundação Raul Bacellar, sede da única entidade oficial da cidade voltada para o xadrez, ou seja, o Clube Parnaibano de Xadrez.

            Segundo Arlindo Leão, o clube foi fundado em agosto de 2004 e é dirigido pelo presidente da FRB, o enxadrista Renato Bacellar.
            Quando esteve à frente do esporte de Parnaíba, foram inúmeras as parcerias firmadas com a Fundação, envolvendo não somente o xadrez, como também o jogo de dama. O xadrez é uma das modalidades dos jogos olímpicos estudantis de Parnaíba, criado quando Arlindo Leão esteve à frente da superintendência de esporte.
            O Clube Parnaibano de Xadrez possui finalidades educativas, sociais, culturais, cívicas, artísticas e desportivas, tendo por base a prática, o ensino e a difusão do xadrez, através de aulas, cursos, exibições, exposições, competições e meios afins, isenta de quaisquer objetivos econômicos, financeiros ou comerciais.
            Arlindo Leão cita o museu do International Athletic Club (fundado em 1916) e que era mantido pela secular Casa Inglesa, instalado na sede da fundação numa parceira que envolveu em 2013 a FRB/Casa Inglesa e a superintendência de esporte.

SUPLICY AFIRMA QUE PT FOI VARRIDO POR UM “TSUNAMI”


Uma das figuras mais representativas do PT, o ex-senador e atual secretário de Direitos Humanos da prefeitura de São Paulo, Eduardo Suplicy, reconhece que o momento do partido é péssimo. Em entrevista à BBC Brasil, Suplicy diz que o PT foi varrido por um “tsunami” e é preciso “esforço e determinação” para que o PT melhore sua imagem junto à população. Na eleição do ano passado, Suplicy foi derrotado na tentativa de se reeleger no Senado. “Em 2014, fui um candidato forte, mas o que houve foi um verdadeiro tsunami sobre o PT em São Paulo. A presidente Dilma teve 25% dos votos por aqui, contra 70%, 80% no Nordeste. O nosso candidato a governador, Alexandre Padilha, teve 18%. Tive uma boa votação, de 6,7 milhões de votos, mas não suficiente para vencer. É da democracia. Tudo bem”. O petista foi questionado sobre o porquê desse tsunami contra o PT. “Por causa das denúncias ligadas a operação Lava Jato, criou-se uma imagem do PT muito negativa, principalmente nos lugares onde os grandes meios de comunicação estão sediados –e em especial em São Paulo. [Esses meios] destacaram muito isso junto a opinião pública e tivemos esse efeito que eu chamei de tsunami sobre o PT, mas acho que vamos dar a volta por cima”. Mesmo reconhecendo a fase ruim do partido vermelho, o ex-senador acredita na recuperação e fala como o PT vai se recuperar. “Com esforço, determinação e consciência desses graves problemas por parte de cada um dos membros do PT, em cada lugar onde atuamos. Eu tenho minha responsabilidade na secretaria, para que aqui não se cometam erros e ações inadequadas. Isso dá muito trabalho. É preciso estar muito atento. Montar equipes sérias e competentes ao administrar recursos e assinar convênios com diversas entidades. O PT tem algumas administrações estaduais e diversas municipais. Precisamos dar o exemplo em todos os lugares”.

Detento sofre perfurações após rixa e é morto dentro de presídio no Piauí O detento cumpria pena por tráfico de drogas e tudo leva a crer que o crime esteja relacionado a rixa entre os grupos existentes dentro do presídio

Fonte: Portal ESP Publicado por: Sávia Barreto

A Penitenciária Luiz Gonzaga Rebelo, no município de Esperantina, registrou a morte do detento identificado como Juliano dos Santos, morto com perfurações durante o banho de sol.
Segundo o presidente do Sinpoljuspi, José Roberto, o detento cumpria pena por tráfico de drogas e tudo leva a crer que o crime esteja relacionado a rixa entre os grupos existentes dentro do presídio. O crime foi no Pavilhão B que hoje comporta aproximadamente 80 detentos.
"Existe uma rixa entre os detentos de Campo Maior e os de Esperantina. Foi um crime de vingança. As armas, como sempre, são produzidas da própria estruturado presídio, eles usam vergalhões. Todos foram isolados".
Alguns detentos devem ser chamados para explicar o que de fato aconteceu e para que as autoridades possam identificar os autores do crime contra Juliano.

Filho do dono da Batuque Brasil sofre grave acidente automobilístico, em São Luis

Bruno Galvão
Bruno Galvão
É delicada a situação do jovem Bruno Galvão de 22 anos, vítima de um grave acidente automobilístico ocorrido na madrugada de sábado.
No momento do acidente o jovem estava sozinho e acredita-se que em alta velocidade devido a situação em que ficou o veículo.
O acidente foi na MA-203, no araçagy, trecho caótico e abandonado pelas autoridades competentes.  O índice de acidentes graves no local é alto devido a quantidade de buracos e falta de iluminação pública.

A proposta é a duplicação de um trecho de 3 quilômetros que liga o bairro do Araçagi até o entroncamento com a rodovia estadual MA-204, próximo ao Condominio Alphaville.
Justo no entroncamento local que de acordo com o projeto deverá ser um viaduto é que ocorrem a maior quantidade de acidentes, devido a quantidade de entulhos de construção abandonados e falta de sinalização.
A intenção era a diminuição do número de acidentes e a melhoria no fluxo do trânsito na capital, já que pelo local dá para se livrar dos congestionamentos.
Bruno que é bastante conhecido na capital encontra-se em coma, entre a vida e a morte no Hospital UDI.
12309253_854670771319783_40116514_n
12308901_854670754653118_850624848_n

12319323_854670774653116_281506728_n

12309370_854670741319786_857988618_n
12319264_854670767986450_131716109_n
12309136_854670791319781_1807951005_n

CORPO DE RECÉM-NASCIDO É ACHADO EM PACOTE EM PARQUE DE PORTO ALEGRE

Criança do sexo masculino e ainda tinha o cordão umbilical preso ao corpo. Bebê foi encontrado dentro de um pacote e estava vestido, diz BM.
O corpo de um bebê recém-nascido foi encontrado morto pouco antes das 16h desta segunda-feira no Parque da Redenção, na região central de Porto Alegre. De acordo com informações da Brigada Militar, o bebê estava embrulhado dentro de um pacote.
A criança foi localizada por um trabalhador que realizava a manutenção de um gerador no local. A polícia foi acionada e verificou que se tratava de um bebê recém nascido, ainda com o cordão umbilical.
A criança, do sexo masculino, estava vestida e enrolada no pacote. De acordo com os policiais que atenderam a ocorrência, o bebê teria poucos dias de vida.
O Samu foi acionado e o corpo da criança foi encaminhado para o Instituto Médico Legal.
Fonte: g1.globo.com

Ponte que liga a cidade de Palmeira do Piauí à BR-135 rompe e deixa população sem acesso Uma outra ponte está sendo construída pelo Governo do Estado ao lado da estrutura atual que já tem mais de 19 anos

Fonte: B1 Publicado por: Sávia Barreto

Na manhã desta segunda-feira (30/11), a estrutura de madeira da ponte que liga o municipio de Palmeira do Piauí à BR 135 rompeu mais uma vez deixando a população sem acesso a outras cidades.
A ponteu cedeu quando uma carreta tentava fazer o percurso. As informações são do portal B1.

Uma outra ponte está sendo construída pelo Governo do Estado ao lado da estrutura atual que já tem mais de 19 anos, no entanto, as obras estão paradas há mais de um ano.

Judiciário diz que corte em orçamento inviabilizará voto eletrônico em 2016 Informação foi publicada na edição desta segunda do 'Diário Oficial da União'. Contingenciamento impedirá o uso de R$ 1,7 bi do orçamento do Judiciário.

Mariana OliveiraDa TV Globo, em Brasília

Uma portaria publicada no "Diário Oficial da União" desta segunda-feira (30) e assinada pelos presidentes dos tribunais superiores informa que o corte no orçamento do Judiciário vai inviabilizar as eleições de 2016 por meio eletrônico.
Ao todo, o contingenciamento impedirá a utilização de R$ 1,7 bilhão do orçamento do Supremo Tribunal Federal (STF), Superior Tribunal de Justiça (STJ), Justiça Federal, Justiça Militar da União, Justiça Eleitoral, Justiça do Trabalho, Justiça do Distrito Federal e Territórios e Conselho Nacional de Justiça (CNJ).
A portaria é assinada por Ricardo Lewandowski, presidente do STF e do CNJ; Dias Toffoli, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE); Laurita Vaz, vice-presidente do STJ e presidente em exercício do conselho da Justiça Federal; Antonio Levenhagen, presidente do TST; William Barros, presidente do Superior Tribunal Militar; e Getúlio Oliveira, presidente do TJDFT.
A portaria desta segunda não explica os motivos que inviabilizarão o uso das urnas eletrônicas no ano que vem.
"O contingenciamento imposto à Justiça Eleitoral inviabilizará as eleições de 2016 por meio eletrônico", diz o texto publicado.
Veja quanto cada tribunal ficará impedido de utilizar no orçamento com o contingenciamento:
-Supremo Tribunal Federal: R$ 53.220.494,00
- Superior Tribunal de Justiça: R$ 73.286.271,00
- Justiça Federal: R$ 555.064.139,00
- Justiça Militar da União: R$ 14.873.546,00
- Justiça Eleitoral: R$ 428.739.416,00
- Justiça do Trabalho: R$ 423.393.109,00
- Justiça do DF e Territórios: R$ 63.020.117,00
- Conselho Nacional de Justiça: R$ 131.165.703,00

Em nota, o TSE informa que o bloqueio de R$ 428.739.416,00 do orçamento da Justiça Eleitoral para 2016 "compromete severamente" projetos do próprio tribunal e dos Tribunais Regionais Eleitorais (veja íntegra da nota ao final desta reportagem).
"O impacto maior reflete no processo de aquisição de urnas eletrônicas, com licitação já em curso e imprescindível contratação até o fim do mês de dezembro, com o comprometimento de uma despesa estimada em R$ 200.000.000,00", diz trecho da nota.
"A demora ou a não conclusão do procedimento licitatório causará dano irreversível e irreparável à Justiça Eleitoral. As urnas que estão sendo licitadas tem prazo certo e improrrogável para que estejam em produção nos cartórios eleitorais", afirma o TSE.
Ao final do texto, o TSE afirma que o presidente do tribunal, ministro Dias Toffoli, irá, em conjunto com o ministro Ricardo Lewandowski, "envidar todos os esforços no Congresso Nacional para que as verbas devidas sejam autorizadas, a fim de se garantir a normalidade das eleições do ano que vem".
Veja abaixo a íntegra da nota divulgada pelo TSE:
Nota à imprensa: contingenciamento comprometerá as Eleições Eletrônicas Municipais de 2016
A Portaria Conjunta nº 3/2015, publicada nesta segunda-feira (30) no Diário Oficial da União e assinada pelos presidentes dos tribunais superiores, informa que o contingenciamento de recursos determinado pela União para cada área do Poder Judiciário, incluindo a Justiça Eleitoral, “inviabilizará as eleições de 2016 por meio eletrônico”.
Na semana passada, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Dias Toffoli, já havia procurado o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski, para expor a preocupação diante da medida do Executivo.
O total que não será repassado para a Justiça Eleitoral soma exatos R$ 428.739.416,00 o que prejudicará a aquisição e manutenção de equipamentos necessários para a execução do pleito do próximo ano. Esse bloqueio no orçamento compromete severamente vários projetos do TSE e dos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs).
O impacto maior reflete no processo de aquisição de urnas eletrônicas, com licitação já em curso e imprescindível contratação até o fim do mês de dezembro, com o comprometimento de uma despesa estimada em R$ 200.000.000,00.
A demora ou a não conclusão do procedimento licitatório causará dano irreversível e irreparável à Justiça Eleitoral. As urnas que estão sendo licitadas tem prazo certo e improrrogável para que estejam em produção nos cartórios eleitorais.
Na espécie, não há dúvida que o interesse público envolvido há que prevalecer, ante a iminente ameaça de grave lesão à ordem, por comprometer as Eleições Eletrônicas Municipais de 2016.
A portaria dos tribunais superiores é assinada pelos presidentes do STF, ministro Ricardo Lewandowski, do TSE, ministro Dias Toffoli, do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministro Antonio José de Barros Levenhagen, do Superior Tribunal Militar (STM), William de Oliveira Barros, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), desembargador Getúlio de Moraes Oliveira, e pela vice-presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministra Laurita Vaz.

O presidente do TSE registra e agradece o apoio do presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Ricardo Lewandowski, e informa que, juntos, irão envidar todos os esforços no Congresso Nacional para que as verbas devidas sejam autorizadas, a fim de se garantir a normalidade das eleições do ano que vem.

Piauí tem escola entre as cinco melhores do país na 11ª OBMEP Segundo o Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada as cinco escolas com o melhor desempenho estão no Piauí, Minas Gerais e em Santa Catarina

Repórter: Publicado por: Vitor Sousa

O resultado da 11º Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep), divulgado na última sexta-feira (27/11), destaca o ótimo desempenho das escolas do Piauí, que estão as melhores do país.
Segundo o Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa) as cinco escolas com o melhor desempenho estão no Piauí, Minas Gerais e em Santa Catarina. Além disso, os alunos do Piauí conquistaram 03 medalhas de ouro, 07 de prata, 26 de bronze, e outros 540 estudantes ganharam o certificado de menção honrosa.
"Estamos muito contentes com o resultado, o objetivo da Olimpíada é incentivar e promover o estudo da matemática e a descoberta de talentos", relatou Leila Medeiros, coordenadora da Obmep no estado, garantindo que a ampliação dos resultados é fruto do trabalho desenvolvido nas escolas. "Nós estamos avançando a cada ano e isso se deve ao empenho do nosso grupo de professores e a dedicação dos nossos alunos.", explicou.

No total, segundo o Impa, 48.784 estudantes em todo o Brasil foram premiados: 500 conquistaram a medalha de ouro, 1.500 ficaram com a medalha de prata, 4.501 levaram a medalha de bronze, e 42.283 estão na lista de menções honrosas do evento. Os medalhistas ainda serão contemplados com um convite para participar do Programa de Iniciação Científica (PIC) em 2016.

Bruna Marquezine, a musa da telinha e da Copa 2014

De estrela da novela das 21h à musa da Copa do Mundo: 2014 foi o ano da Bruna Marquezine! A atriz protagonizou “Em Família“, de Manoel Carlos, como Helena, na 1ª fase, e Luiza na 2ª. E já está confirmada no papel principal da próxima trama das 19h da Globo: “Lady Marizete“!
O namoro iô-iô com Neymar foi assunto… Bruna foi uma das musas da Copa do Mundo por conta do namorado craque e bombou nos memes sobre o campeonato – #vaimozão! O relacionamento acabou, mas a atriz continuou arrasando: foi eleita a mulher mais sexy do mundo pela “Vip” e considerada uma das celebridades brasileiras mais poderosas de 2014 pela “Forbes” Brasil.
Retrô 2014: o ano de Bruna Marquezine! Clica pra ver mais!
Uma das celebridades brasileiras mais poderosas de 2014 pela "Forbes" Brasil
Vale lembrar os momentinhos mais fashionistas da moça: Bruna repaginou seu estilo com ajuda dos stylists Juliano e Zuel e sua 1ª aparição pra estreia de “Em Família” com um look Dolce & Gabbana foi superelogiado! A atriz foi duas vezes garota-propaganda da Coca Cola Jeans: com Marlon Teixeira (apontado como seu affair agora no final do ano!) e ao lado de Di Ferrero e Sophia Abrahão. Posou pra Mr Cat. com Gabriel Braga Nunes, seu polêmico par romântico na novela, foi nomeada embaixadora da Garnier Fructis e lançou sua própria linha de esmaltes com a Ludurana. Ufa! Clica na galeria pra conferir mais!
Eleita a mulher mais sexy do mundo pela revista “Vip”

Assassinados por PMs em Costa Barros são velados no Rio Policiais atiraram 50 vezes contra carro de jovens no domingo (29). 'Ele praticamente só estudava', diz parente de uma das vítimas.

Henrique CoelhoDo G1 Rio

Amigos de vítimas exibiram camisa com homenagem (Foto: Henrique Coelho/G1)Amigos de vítimas exibiram camisa com homenagem (Foto: Henrique Coelho/G1)
Dois dos cinco jovens mortos por quatro Pms do 41º BPM (Irajá) na noite de sábado (28) foram velados no início da tarde desta segunda-feira (30) na capela Santo Cristo, do cemitério de Irajá, na Zona Norte do Rio. O enterro dos cinco amigos estava marcado para as 16h desta segunda.
Amigos levaram para o cemitério camisas em homenagens aos mortos. Além disso, amigos fizeram um protesto em homenagem aos jovens. Eles levaram uma bandeira do Brasil com o nome e a idade de cada um dos mortos."Esses furos são para cada um dos tiros que foram disparados", disse Antonio Carlos Costa, presidente da ONG.
A ação foi classificada como "homicida e indefensável" pelo secretário de Segurança, José Mariano Beltrame.
Amigos levam bandeira do Brasil e fazem protesto no velório (Foto: Henrique Coelho/ G1)Amigos levam bandeira do Brasil e fazem protesto no velório (Foto: Henrique Coelho/ G1)
Wesley Castro Rodrigues, de 25 anos, e Wilton Esteves Domingos Júnior, de 20, foram alvejados por cinquenta tiros quando voltavam para casa, na favela da Lagartixa, no Conjunto de favelas da Pedreira, no subúrbio do Rio. As famílias de ambos, que eram irmãos de criação, estavam muito emocionadas. No carro, também estavam os amigos Roberto Silva de Souza e Carlos Eduardo Silva de Souza, de 16 anos, Cleiton Correa de Souza, 18 anos.
Wilton foi velado na manhã desta segunda (30) (Foto: Reprodução/TV Globo)Wilton foi velado na manhã desta segunda (30)
(Foto: Reprodução/TV Globo)
A família conta que Wilton ia se formar no início de dezembro em um curso de contabilidade e administração, e tinha acabado de comprar uma moto. "Ele era um garoto sério, não tinha nada a ver com nada relacionado à crime, tráfico, nada", disse uma tia de Wilton, que relatou medo de ameaças de policiais: "Eles tanto podem ficar presos como não ficarem. Temos medo de virem cobrar sim. Era para trazerem segurança, mas não acontece", afirma ela.
Uma prima de Wilton que não quis se identificar por questões de segurança diz que ele era muito dedicado. "Na noite do acontecido, vi as fotos dele no Parque Madureira. Ele quase não saía, fiquei feliz de ver ele se divertindo, ele praticamente só estudava", disse.
A mãe dele, Márcia Ferreira de Oliveira, viu os policiais tentando forjar a cena do crime usando uma arma de brinquedo. "Podia vistoriar tudo que eles não iriam encontrar nada. Eu cheguei e um PM disse: 'Eu vou atirar, eu vou atirar'. Eu vi ele se mexendo, pedi socorro", lamenta a mãe de Wilton.
No carro, também estavam com Wilton os amigos Roberto Silva de Souza e Carlos Eduardo Silva de Souza, de 16 anos, Cleiton Correa de Souza, 18 anos, e Wesley Castro Rodrigues, 25 anos. A família confirmou que Wesley, parente de Wilton e que estava no carro, já tinha tido uma passagem pela policia. Ele será velado na mesma capela, por volta das 14h. Todos os amigos moravam no Morro da Lagartixa, no complexo da Pedreira, no subúrbio do Rio.
Segundo testemunhas que estavam no local, uma van e uma moto também foram atingidas pelos tiros dos policiais.
Os PMs do 41º BPM foram presos em flagrante após depoimento ao delegado da 39ª DP (Pavuna), que investiga o caso. O comandante do batalhão foi exonerado. Eles responderão perante as Justiças comum e Militar. Três deles responderão por homicídio doloso e fraude processual e um deles por fraude processual.
Bisavó de vítima chora durante velório (Foto: Henrique Coelho/G1)Bisavó de vítima chora durante velório
(Foto: Henrique Coelho/G1)
'Filhos de chocadeira'
A bisavó de Wilton, uma das mais emocionadas durante o velório, estava indignada com a morte dos jovens. "Eu acho que esses quatro [policiais] foram gerados não por uma mãe, mas por uma chocadeira", disparou a bisavó de Wilton.
Ela lembra que Wilton conseguiu comprar uma moto com o dinheiro guardado em uma lata de leite em pó. "A família inteirou o resto do valor", lembra.
Wesley, que também estava no carro, era irmão de criação de Wilton, e a senhora só o conheceu no dia 20 de novembro. "Ele me disse que ia me apresentar a filha dele, minha tataraneta, mas não deu tempo", lamenta. A mãe de Wesley diz que quer justiça: "Nenhuma mãe merece passar pelo que eu estou passando. Ver meu filho único, que eu criei sozinha, e ver ele com o rosto todo deformado, cheio de massa, porque acabaram com o rosto dele", disse Rosileia Castro de Andrade, emocionada.
"Ele queria trabalhar, ser um grande homem, pegar o diploma dele. Era um exemplo para a família, queria comprar uma casa para a família. Ia começar o estágio, mas não deu tempo", contou, emocionada, a tia do jovem, Debora Esteves, de 32 anos, supervisora de loja.
Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o VC no G1 RJ ou por Whatsapp e Viber.
Parentes e amigos comparecem ao velório dos cinco rapazes assassinados pela PM do Rio, na tarde do último domingo (29), no Cemitério de Irajá (Foto: Coelho/Framephoto/Estadão Conteúdo)Parentes e amigos comparecem ao velório dos cinco rapazes assassinados pela PM do Rio, na tarde do último domingo (29), no Cemitério de Irajá (Foto: Coelho/Framephoto/Estadão Conteúdo)

Justiça da Suíça multa Cunha por tentar criar obstáculos a investigação sobre contas

Cunha: O presidente da Câmara, Eduardo Cunha
© Fornecido por Estadão O presidente da Câmara, Eduardo Cunha

Os três recursos foram rejeitados e Cunha foi obrigado a arcar com todos os gastos do processo, inclusive as horas de trabalho dos juízes e da administração pública na Suíça. “O montante do pagamento é calculado em função de dimensão e dificuldade da causa, a forma das partes de proceder, sua situação financeiras e as taxas de administração”, indicou uma decisão do tribunal. Segundo os juízes, as pessoas que apresentaram recursos terão de arcar com os custos do processo, fixados em 6 mil francos suíços (R$ 22,3 mil).
O Ministério Público da Suíça já havia indicado a existência de US$ 2,4 milhões em contas secretas no banco Julius Baer, controladas pelo deputado e sua mulher. Os suíços, porém, optaram por transferir o processo ao Brasil.
A defesa do deputado apresentou um primeiro recurso, que foi negado ainda em início de outubro. Sem sucesso, seus advogados na Suíça recorreram ainda ao Tribunal Penal, pedindo a anulação da transferência da competência do caso ao Brasil. Se tal medida fosse entendida, nenhum dos documentos enviados teria a autorização de ser usado como provas em um processo no País contra Cunha.
Mas o recurso sequer foi tratado em sua substância, sob a alegação de que tal apelação apenas poderia ser considerada se a parte envolvida no processo fosse residente na Suíça. "Apenas pessoas processadas que tenham suas residências atuais na Suíça tem a legitimidade de recorrer", indicou a decisão do tribunal.
"Entre os três que recorrem, apenas Cunha é visado por um processo penal, cuja delegação às autoridades brasileira foi realizada", diz a decisão. "Entretanto, nenhuma das duas pessoas físicas que recorrem tem sua residência atual na Suíça. Quanto à sociedade, apesar da conta sob litígio que ela é titular na Suíça, ela não tem relações com esse país", constataram os juízes suíços Stephan Blatter, Giorgio Bomio e Nathalie Franciolli. "De forma definitiva, nenhum dos recorrentes pode pretender dispor do direito ao recurso."
Idênticos. O que chama a atenção dos juízes é que os recursos, os advogados e argumentos usados por Cunha foram "idênticos" ao que a empresa de truste que detém suas contas utilizou. "Eles são representados pelo mesmo advogado e que evocam em todos os pontos os mesmos argumentos", indicaram.
Para tentar se defender das acusações, Cunha insiste que é "apenas o beneficiário em vida" das contas na Suíça e que, de fato, os valores estão em nome de trustes. Esse será o seu principal argumento no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados. Cunha ainda apontou que “abriu mão de ser o dono do dinheiro no momento que eu contratei o truste”.
Mas a apresentação de um recurso idêntico entre o truste, a mulher de Cunha e o parlamentar revela, segundo os juízes suíços, uma estratégia comum para tratar do caso. “Os três recursos foram gerados a partir do mesmo conselho jurídico e são rigorosamente idênticos”, indicou a decisão do Tribunal.
“Os recorrentes concluem na anulação da decisão de delegação e pedem um efeito suspensivo”, explicaram os juízes. “Eles pedem, entre outros, que o Departamento de Justiça interpele as autoridades brasileiras para que as proibissem de utilizar os documentos e informações obtidas na delegação (do processo) », apontou a decisão.
Um desses trustes, o Orion SP, é suspeito de ter sido abastecido pelo lobista João Henriques. Em depoimento à força-tarefa da Operação Lava Jato, Henriques indicou que o dinheiro enviado ao deputado estava relacionado com um contrato da Petrobrás na África.
"Foram 5 transferências realizadas entre 30 de maio de 2011 e 23 de junho de 2011, sendo 4 no valor de 250.000,00 francos suíços e 1 no valor de 311.700,00 francos suíços. Todas essas transferências foram confirmadas tanto no extrato da conta de origem dos recursos (conta Ancona International LTD, de João Henriques), como no extrato da conta destinatária dos recursos (conta Orion SP, de Eduardo Cunha)”, informa o processo contra Cunha no Ministério Público Federal.
Na decisão do Tribunal na Suíça, o documento ainda confirma que o MP em Berna “abriu um processo penal” contra Cunha, “suspeito de ser culpado por lavagem de dinheiro”. O caso, segundo a decisão, está relacionado “ao escândalo político-econômico sobre os supostos atos de corrupção em grande escala cometidos no Brasil”. Nesse contexto, houve o sequestro de documentos bancários.

Ex-Flamengo-PI, Jardel é afastado de cargo de deputado por suspeita de corrupção Ex-atacante que foi ídolo por Grêmio e Porto e teve passagem curta pelo Flamengo-PI é investigado por corrupção e suspeita de financiamento ao tráfico

Fonte: ESPN Publicado por: Victor Costa

O ex-jogador de futebol e atual deputado estadual no Rio Grande do Sul, Jardel (PSD), ídolo do Grêmio e que chegou a atuar no Flamengo-PI em 2010, foi afastado do cargo legislativo pela suspeita de corrupção.
Jardel em sua casa no momento em que policiais fazem busca e apreensão / Foto: Divulgação / MP
Uma operação do Ministério Público batizada de "Gol Contra" investigou mais de dois meses e apurou indícios de crimes como concussão, peculato, falsidade documental, lavagem de dinheiro e organização criminosa.
Ele também é investigado pelo possível financiamento ao tráfico de drogas com dinheiro público desviado do parlamento.
Os indícios coletados pela "Operação Gol Contra" obtidos pelo MP resultaram no afastamento de Jardel das funções parlamentares por 180 dias. A medida de suspensão do exercício da função pública foi uma alternativa a um pedido de prisão temporária, já que um parlamentar só pode ser preso por crime inafiançável, de acordo com o Ministério Público.
Toda a operação se baseou em gravações do telefone de Jardel, de 42 anos. Outras oito pessoas também estavam sendo investigadas.
Em abril, o ex-jogador causou polêmica ao demitir todo seu gabinete e se afastar da Assembleia.
Nesta segunda-feira, estão sendo cumpridas buscas no gabinete e na casa do ex-atacante e em endereços de outros membros da assembleia e até funcionários fantasmas, que receberiam salário do parlamento mesmo sem trabalhar.
Indícios das investigações apontam que Jardel exigiria percentuais dos salários dos funcionários de seu gabinete e da bancada do PSD e fraudaria diárias de viagem e valores de indenização veicular, além de manter os funcionários fantasmas.
O esquema faria Jardel lucrar entre R$ 30 mil e R$ 50 mil mensais. Até o aluguel do apartamento em que vivem a mãe e um irmão do ex-jogador seria pago com dinheiro extorquido de funcionários.
Jardel atuou no Grêmio entre 1995 e 1996, marcando 67 gols em 73 jogos e ajudando o time a conquistar o Campeonato Brasileiro e Libertadores nesses anos. Ele também foi ídolo de Porto e Sporting no futebol europeu.
Momento em que oficial entrega ação a Jardel / Foto: Divulgação / MP
Veja abaixo a nota completa do MP:
Na manhã desta segunda-feira, 30, o Procurador-Geral de Justiça, Marcelo Dornelles, entregou ao Presidente da Assembleia Legislativa, Edson Brum, a determinação do Tribunal de Justiça, dada a pedido do Ministério Público, de suspensão do exercício da função pública contra o Deputado Estadual Mário Jardel Almeida Ribeiro. O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) cumpre mandados de busca e apreensão no gabinete do Parlamentar (na Assembleia Legislativa do Estado), bem como nas residências dele, da mãe e do irmão, além do endereço do Chefe de Gabinete Roger Antônio Foresta, e das assessoras fantasmas Ana Bela Menezes Nunes e Flávia Nascimento Feitosa.
COLETIVA
Haverá coletiva de imprensa às 12h na sede do MP, na Rua Aureliano de Figueiredo Pinto, 80, em Porto Alegre.
INVESTIGAÇÕES
As investigações do MP, coordenadas pelo Promotor de Justiça Flávio Duarte e com apoio do Sistema Integrado de Investigação Criminal (SISCrim) e do Centro de Apoio Operacional Criminal concluíram que existe uma estrutura criminosa instalada na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, figurando o Deputado Estadual Mário Jardel Almeida Ribeiro como principal beneficiário e o Advogado Christian Vontobel Miller (Assessor lotado na AL) como mentor de uma série de fraudes e falsidades contra a Administração Pública, além de lavagem de dinheiro, com o envolvimento de vários outros servidores, como, por exemplo, Roger Antônio Foresta, arrecadador dos valores exigidos dos demais funcionários do gabinete, da liderança ou da bancada do PSD, e Ricardo Fialho Tafas, que orquestrou o desvio de verbas publicitárias.
DIÁRIAS FICTÍCIAS
Durante as investigações foram detectadas diversas diárias de viagens e indenizações por utilização de veículo irregulares. Uma delas foi para Santana do Livramento. Jardel, a mãe, o irmão e um assessor foram até Rivera, no Uruguai, onde se hospedaram no Hotel Rivera Cassino & Resort. No entanto, a AL recebeu comprovações de que o Deputado e outros quatro assessores ficaram no Hotel Glória, em Santana do Livramento, entre 27 e 30 de agosto. Foram pagas diárias no valor de R$ 2.061,12 para Jardel e R$ 4.637,52 para os assessores. Também foi solicitado ressarcimento para dois veículos, mas foi comprovado que apenas um automóvel foi utilizado na viagem e retornou um dia antes do informado à AL. Jardel e um assessor retornaram dia 29 para Porto Alegre - este mesmo assessor foi coagido a pagar a hospedagem do Deputado em Rivera com o uso do cartão de crédito de sua esposa. A mãe e o irmão de Jardel ficaram no Uruguai. A nota fiscal apresentada para a Assembleia havia perdido a validade em 2013, de acordo com legislação de Santana do Livramento. O Deputado mesmo teria conseguido um talonário antigo junto ao hotel. Além disso, o parlamentar exigiu que um dos assessores pagasse a conta do aluguel de um apartamento na Vila Ipiranga onde moram o irmão e a mãe, no valor de R$ 2.434,69. A esse caso, o MP atribui os crimes de concussão, peculato e lavagem de dinheiro.
OUTRAS VIAGENS
Entre os dias 21 e 26 de setembro, foram pagas diárias de viagem a dois assessores no valor de R$ 2.738,32 para a permanência nas cidades de Tramandaí, Torres, Cidreira, Capão da Canoa, Terra de Areia, Balneário Pinhal e Três Forquilhas. A viagem foi determinada porque Jardel precisava de mais diárias para pagar outra parcela do aluguel da casa do irmão e da mãe. Nesse caso, os funcionários sequer estiveram nos locais.
Houve, também, uma para Santo Augusto, entre 30 de outubro e 2 de novembro. Os documentos apresentados para o Parlamento apontam que Jardel, acompanhado de um assessor, visitou a Apae da cidade e participou de cultos na Igreja Assembleia de Deus, além de encontros com a comunidade local para o recebimento de demandas. Foi destinado R$ 1.766,67 para Jardel e R$ 961,67 para o assessor. Só que, na verdade, Jardel retornou para Porto Alegre um dia antes, já que seu carro foi flagrado pelas câmeras da EPTC e seu telefone estava georreferenciado na Capital pelas antenas de telefonia.
FINANCIAMENTO DE VIAGENS PARTICULARES
Entre 14 e 17 de agosto, um assessor - médico formado no Uruguai - viajou para Cuiabá, supostamente para tratar do projeto para um banco de sangue virtual. No entanto, ele foi ao local, na verdade, para uma prova do Revalida, que valida diplomas obtidos no exterior. Além de R$ 1.433,67 de diárias fora do Estado, foram pagas as passagens aéreas. Situação semelhante ocorreu em relação a uma viagem à Fortaleza, terra natal de Jardel. Entre 17 e 19 de junho, o Advogado e Assessor Christian Vontobel Miller foi até a Capital Cearense para tratar de um processo ao qual o Deputado responde pelo não pagamento de pensão alimentícia a uma filha. No entanto, a justificativa para o pagamento de diárias, no valor de R$ 1.024,05, foi de que iria tratar de projetos na área do esporte.
EXIGÊNCIA DE PARTE DOS SALÁRIOS
O Deputado exigia parte dos salários de todos os assessores nomeados, de, no mínimo, R$ 3 mil, além dos valores das diárias e indenizações veiculares. Um deles pediu exoneração e informou, no pedido feito à AL, que o Deputado passou a demandar dinheiro. Depois disso, Jardel passou a não receber mais em mãos os valores, recomendação dada pelo Advogado Christian Miller. A arrecadação passou a ser feita pelo Chefe de Gabinete, Roger Antônio Foresta.
Em novembro, o aluguel da casa da mãe e do irmão atrasou cinco dias e Jardel ordenou que um dos assessores fizesse o pagamento imediato. Ele pagou com cheque pré-datado e cobrou diárias fictícias para o ressarcimento do dinheiro. Entre 30 e 31 de outubro, um assessor cobrou como indenização veicular a ida e volta ao trabalho, porque mora em Canoas. 

No pedido de suspensão do exercício da função pública entregue ao Tribunal de Justiça, o Chefe do MP, Marcelo Dornelles, ressalta que as investigações "demonstram o exagerado apego do Deputado Estadual Mário Jardel Almeida Ribeiro a toda e qualquer possibilidade de lucrar às custas dos servidores comissionados e, de modo indireto, do erário".