FumanchúWebRádio

fan page

Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

quarta-feira, 29 de março de 2017

Comandante geral da Polícia Militar descarta ataques orquestrados contra PM

O comandante geral da Polícia Militar do Piauí, coronel Carlos Augusto Gomes de Souza, descartou nesta quarta-feira (29) a existência de um grupo criminoso que esteja matando de forma orquestrada policiais no Estado. Para o comandante geral, todos os casos foram rapidamente solucionados com a ajuda da Polícia e informou que mais de 600 policiais no Brasil foram mortos combatendo o crime.
"Nós descartamos essa possibilidade de um ataque orquestrado até porquê em todos os crimes as pessoas foram presas. Nenhum dos criminosos estão soltos. Todos eles foram presos e nós esperamos e confiamos na Justiça do nosso Estado", declarou o comandante.
Segundo o comandante, o momento é de reflexão e a Polícia do Piauí continuará com a sua missão. "Ontem foi a missa de sétimo dia do major Mayron. Não nos recuperamos nem desse momento ainda. Se é que se recupera de um momento marcante como esse. O fato é que nós temos uma missão a ser cumprida. Nós somos a porta de entrada de uma ocorrência, seja ela de médio ou de grande porte e nós vamos continuar", completou.
Durante entrevista ao Jornal do Piauí desta quarta-feira (29), o comandante declarou que irá colocar em prática medidas como a internação compulsória para usuários de drogas. "A maioria dos crimes cometidos no Piauí está ligado ao consumo, ou ao tráfico de drogas. Medidas como essa nós temos trabalhado e buscado junto ao Governo do Estado. Essa missão da segurança pública não é só nossa, mas nós fazemos parte de um sistema que certamente não tem que ser repensado mas precisa ser levado a fazer um trabalho com maior eficiência", concluiu.
Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com
Postar um comentário