FumanchúWebRádio

fan page

Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

quinta-feira, 30 de março de 2017

Suspeitos de matar argentino no Rio estão foragidos; ex-Karametade foi para Madri De acordo com a Polícia, ele passou em casa após a agressão e viajou no mesmo dia. Crime ocorreu numa boate em Ipanema, na Vinicius de Moraes.

A Divisão de Homicídios do Rio de Janeiro informou nesta quinta -feira (30) que os quatro suspeitos da morte do turista argentino Matias Sebastian Carena em Ipanema, na Zona Sul do Rio, já são considerados foragidos. Um deles, o ex-músico do Karametade Toddy Cantuária, é apontado como foragido internacional.
O crime aconteceu na madrugada de domingo (25). Segundo a polícia, às 11h40 do mesmo dia, Valterson Ferreira Cantuária, o Toddy Cantuária, pegou um avião para Madri. Os investigadores afirmam que o músico pegou um táxi logo após dar o soco que deixou Matias desacordado. Ao chegar em casa, ele pegou uma muda de roupas e no mesmo taxi foi para o aeroporto.
Delegado Rodrigo Brand mostra a foto de Tody durante a coletiva (Foto: Alba Valéria Mendonça/G1)
O delegado Rodrigo Brand, da DH, afirmou que a Polícia do Rio já notificou a Interpol sobre a fuga de Valterson para a Espanha.
Os outros suspeitos que tiveram prisão temporária decretada são Pedro Henrique Marciano, o PH, Júlio Cesar Oliveira Godinho e Thiago Noroes Lessa Silva.
Matias Carena postou foto em uma rede social na chegada ao Rio (Foto: Reprodução/Twitter)

Relembre o caso

O crime aconteceu de madrugada, na saída de uma boate na Rua Vinicius de Moraes, em Ipanema. Segundo a polícia, após uma discussão com os brasileiros, o jogador de futsal argentino Matias Sebastian Carena levou um soco e, ao cair, bateu com a parte de trás da cabeça num batente de uma loja em frente à calçada. A causa da morte, segundo a Divisão de Homicídios, foi traumatismo craniano.
Os agressores teriam desferido chutes e pancadas contra Matias mesmo depois de ele já estar desacordado, caído no chão. Imagens de câmeras de segurança da região foram fundamentais para a polícia chegar aos suspeitos.
Segundo o delegado Fábio Cardoso, a confusão entre brasileiros e argentinos começou após algumas provocações dos brasileiros. Os argentinos teriam discordado do valor cobrado pelo estabelecimento e os suspeitos fizeram provocações na saída da casa noturna.
"Tudo começou dentro do bar que eles estavam. Houve uma pequena discórdia sobre a cobrança do bar, mas essa questão foi resolvida com os funcionários. Após sair do bar, esse grupo de brasileiros, que também estava no bar, começou a provocar, xingar, ofender e ameaçar os argentinos. Os argentinos ficaram com medo, a vítima chegou a atravessar a rua quando foi cercada", afirmou Fábio Cardoso.

Karametade emite nota

Em um post em uma rede social, o grupo Karametade disse que Toddy Cantuário tocou como músico freelancer na banda por três meses, tendo deixado o grupo em novembro de 2016. Segundo o texto, Ele "não presta mais qualquer trabalho nem possui qualquer vínculo, seja de cunho pessoal ou profissional" com a banda.
"Por fim, o Karametade, 20 anos de uma linda história, se sensibiliza e lamenta o ocorrido, bem como repugna veementemente qualquer ato de violência. Sem mais", diz o texto.
Postar um comentário