FumanchúWebRádio

fan page

Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

terça-feira, 9 de maio de 2017

Empresários vão à Justiça por parte da comissão da venda de G. Jesus Wagner Sinquevi e Julior Cesar de Carvalho alegam que não receberam o dinheiro ao quam teriam direito pela negociação do jogador

A transferência de Gabriel Jesus do Palmeiras para o Manchester City foi parar na Justiça. Os empresários Wagner Sinquevi e Julio Cesar de Carvalho entraram com uma ação judicial contra os agentes Célio Cristiano Simões e Ricardo Carnielli, que participaram do negócio, alegando que eles não repassaram o valor correto da comissão da venda do atacante revelação do futebol brasileiro do ano passado. A dupla quer pelo menos metade de 4 milhões de euros, algo em próximo a R$ 6,9 milhões.
De acordo com o UOL, Sinquevi e Carvalho querem que os documentos de registros da transação entre os clubes e a empresa CR Sports, da dupla Simões e Carnielli, sejam apresentados à Justiça.
Sinquevi e Carvalho disseram no processo que ajudaram financeiramente Gabriel Jesus quando ele ainda tinha 14 anos. Eles também teria procurado a CR Sports para auxiliar na busca por um clube grande para o então adolescente exibir seu talento. O atacante fez testes na Portuguesa, segundo informou a reportagem.
Os requerentes teriam uma procuração feita com os pais de Gabriel Jesus e disseram que o contrato com a CR Sports foi verbal. Pela transação, a dupla diz ter recebido um total de R$ 200 mil cada.
"Queremos ter acesso aos documentos para saber quanto foi repassado exatamente para a CR Sports. As informações são de que eles teriam recebido 4 milhões de euros. Mas pode ser mais. O combinado é de que o valor deveria ser dividido em quatro partes iguais", disse em entrevista ao UOL o advogado de Sinquevi e Carvalho, Fábio Luiz de Oliveira, da Gislaine Nunes & Advogados.
Postar um comentário