FumanchúWebRádio

fan page

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Grave crise institucional: Ninguém quer assumir que convocaram as Forças Armadas

Grave crise institucional: Ninguém quer assumir que convocaram as Forças Armadas
O governo disse que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, havia solicitado as Forças Armadas para a garantia da lei e da ordem em Brasília. 
No entanto, Maia declarou no plenário outra história:
 "Quero aproveitar a oportunidade para esclarecer os fatos ocorridos no dia de hoje. Liguei para Temer pedi a ele que encaminhasse a Força Nacional para dar apoio à Polícia do Distrito Federal. O ministro da Defesa veio à publico e disse que foi um pedido meu. Não é verdade. Já pedi ao líder do governo --Aguinaldo Ribeiro (PP-PB)-- que pedisse ao ministro da Defesa que viesse à público esclarecer os fatos [...] Se o governo decidiu adotar outra medida, isso é responsabilidade do governo", declarou Maia.
A crise institucional é grande neste momento.
 "Pedi a Força Nacional porque entendo que a baderna e a confusão não podem prevalecer no ambiente democrático", justificou.
Segundo o Ministro da Defesa Raul Jungmann, os protestos viraram "baderna". 
"O senhor presidente da República faz questão de ressaltar que é inaceitável baderna, inaceitável o descontrole e que ele não permitirá que atos como esse venham a turbar o processo que se desenvolve de forma democrática e com respeito às instituições", afirmou Jungmann no pronunciamento.
Postar um comentário