FumanchúWebRádio

fan page

sábado, 27 de maio de 2017

Homem é preso por matar e enterrar a namorada no quintal de casa em RO Crime foi no último fim de semana, segundo PM, mas corpo foi achado só nesta sexta-feira (24) em Ji-Paraná. Corpo será examinado para saber a causa da morte.

Um homem de 53 anos foi preso, nesta sexta-feira (26), suspeito de matar e enterrar a namorada no quintal de casa, em Ji-Paraná (RO), a 370 quilômetros de Porto Velho. Conforme a Polícia Militar (PM), a suspeita é que o crime tenha ocorrido no fim de semana, mas o corpo da jovem de 29 anos só foi achado nesta sexta porque o suspeito ligou para a filha e contou que havia assassinado a namorada.
A causa da morte e o objeto usado para assassinar a vítima serão apontados por um laudo do Instituto Médico Legal (IML), já que ao ser preso o homem assumiu apenas o crime e não a forma como matou a namorada.
De acordo com o policial militar que atendeu o caso, Emerson Soares, a guarnição recebeu a denúncia da Polícia Civil de que uma mulher ligou na delegacia afirmando que o pai dela teria confessado ter matado uma mulher e a enterrado no fundo de casa.
“Na ligação, ela disse que o próprio pai ligou para ela e contou, por telefone, que teria matado a namorada e a enterrado dentro no quintal da casa”, explica Soares.
Após receberem a informação, os policiais foram até a casa indicada pela filha e, ao chegar no local, perceberam um amontoamento de terra que indicava que algo teria sido enterrado no local.
Os policiais então orientaram que a filha ligasse novamente para o pai e marcasse um encontro com ele na casa. O suspeito aceitou ir até a residência e, ao chegar no local, foi surpreendido pela presença dos policiais.
Conforme a PM, o homem assumiu o crime ao ser questionado sobre o paradeiro da namorada. À polícia, o suspeito ainda disse que namorava a vítima há cerca de cinco meses e que ele enterrou a vítima no quintal durante o último fim de semana.
“Eles teriam dormido na casa e quando acordaram, na manhã de domingo, começaram a discutir”, conta o policial. A motivação da discussão não foi revelada pelo suspeito e nem a forma como assassinou a vítima.
Ainda de acordo com o relato da PM, o corpo da jovem será examinado para confirmar as causas da morte. O suspeito não resistiu à prisão e foi encaminhado à 2ª Delegacia de Polícia Civil.
Postar um comentário