FumanchúWebRádio

fan page

domingo, 7 de maio de 2017

Petição pede impeachment de Gilmar, Lewandowski e Toffoli Quando os pedidos online atingem a meta de assinaturas são encaminhados ao Senado

A decisão de Gilmar Mendes, Dias Toffoli e Ricardo Lewandowski de liberar da prisão o petista José Dirceu, ex-ministro do governo Lula, foi alvo de críticas e deu origem a um abaixo-assinado contra os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).
Na manhã deste domingo (7), a petição online já contava com mais de 500 mil assinaturas.
O Congresso em Foco, do UOL, destaca que Gilmar Mendes acumula outros três pedidos semelhantes em andamento, sendo dois de iniciativa popular e um elaborado por juristas.
A publicação explica que, quando os pedidos online atingem a meta de assinaturas são encaminhados ao Senado, onde devem ser apresentados pedidos de impeachment de ministros do Supremo.
abaixo-assinado que pede o impeachment de Mendes, Toffoli e Lewandowski está hospedado no site change.org e foi criado na última quarta-feira (3). A petição quer atingir agora 1 milhão de apoiadores. O texto refere que os ministros “proferiram diversas vezes decisões que contrariam a lei e a ordem constitucional. A recente soltura de réus como José Dirceu e Eike Batista demonstra o descaso com o crime continuado e a obstrução à justiça que, soltos, eles representam”.
Postar um comentário