FumanchúWebRádio

fan page

sexta-feira, 30 de junho de 2017

AUDIÊNCIA DO BLOG DO FUMANCHÚ - CONTADOR NORMAL


Gráfico de visualizações de página do Blogger
Visualizações de página de hoje
1.195
Visualizações de página de ontem
3.867
Visualizações de página do mês passado
53.965
Histórico de todas as visualizações de página
5.340.007
Seguidores
Gerenciar o rastreamento das suas exibições de página

Por causa da greve, Brasil amanhece 'parado' nas principais capitais São Paulo, Vitória, Salvador, Belo Horizonte, Florianópolis e Porto Alegre têm vias bloqueadas e transportes públicos atrasado

Manifestantes de centrais sindicais e movimentos sociais que são contra a Reforma Trabalhista e da Previdência já estão reunidos na manhã desta sexta-feira (30) em diversas capitais brasileiras. São Paulo, Vitória, Salvador, Belo Horizonte, Florianópolis e Porto Alegre têm vias bloqueadas e transportes públicos atrasado. O congestionamento em algumas localidades, como no Rio de Janeiro, chega a 67 km.
Em algumas regiões, houve confronto com a polícia. Em Vitória, para liberar o trânsito, a tropa de choque da Polícia Militar entrou em ação usando bombas de efeito moral. No Distrito Federal, em Brasília, o trânsito na Esplanada dos Ministérios também foi fechado. As vias N1 e S1 foram bloqueadas pelo Batalhão de Trânsito da Polícia Militar na altura da Rodoviária do Plano Piloto, por volta das 7h20.
Na Rodovia Anchieta, em São Paulo, o tráfego está congestionado do km 22 ao km 17, reflexo de manifestação. Segundo o G1, a Avenida Martins Fontes, sendo a pista da direita, deve ser evitada. O tempo de espera está em 21 minutos, maior que a média. Para controlar o trânsito e orientar motoristas, funcionários da Companhia Estadual de Trânsito (CET) colocavam cones para orientar os motoristas a acessar outras vias da região. 
Acesso a aeroportos
Às 6h35, o Centro de Operações do Rio de Janeiro informou que a Avenida 20 de Janeiro, na chegada ao aeroporto do Galeão, foi interditada. Já em São Paulo, para quem pretende ir ao aeroporto de Cumbica, também vai enfrentar dificuldades para chegar ao local. A Rodovia Helio Smidt, via de principal acesso, está bloqueada pela manifestação.

Racionamento: Governo admite rodízio e pode dar bônus para quem consumir menos água

Foto: Régis Falcão
Em entrevista ao Cidade Verde Notícias desta quinta-feira (29), o secretário de Governo, Merlong Solano, admitiu que o rodízio e até a suspensão do abastecimento de água em dias pré-determinados estão entre as medidas que podem ser adotadas em 27 municípios atingidos pelo decreto de racionamento. O decreto, assinado ontem pelo governador Wellington Dias, já previa também bônus ou punições aos consumidores. 
O decreto foi assinado para evitar o colapso em regiões do semiárido cujos reservatórios apresentam baixíssimo volume de água antes mesmo do agravamento do período de seca, que ocorre normalmente no segundo semestre do ano. 
"A determinação é se antecipar. Desde já começar primeiro um trabalho amplo de esclarecimento das pessoas nessas cidades, no sentido de preservar o mais possível o recurso. Segundo, a adoção de medidas mais determinadas, como por exemplo o próprio racionamento, a suspensão do abastecimento durante um dia ou outro, o sistema de rodízio, a premiação de pessoas que consigam demonstrar que consumiram o mínimo", disse Solano na entrevista para a Rádio Cidade Verde.
O secretário anunciou ainda que "os órgãos de abastecimento já estão autorizados a começar imediatamente o trabalho". A Agespisa é a responsável pelo fornecimento de água nas 27 cidades.
O Governo do Estado trabalha também em outras frentes, como a perfuração de poços em determinados lugares. A construção de adutoras deve ocorrer com a elaboração de projetos a médio e longo prazo. 
Merlong Solano disse que a gravidade da estiagem põe em risco o abastecimento até onde foram feitas obras para previnir que isso ocorresse, como é o caso de São Raimundo Nonato, cujo reservatório está com 8% da capacidade. "Em muitos lugares ainda faltam obras estruturantes e é preciso pensar nelas logo com antecedência, mas há que se considerar que quando vem uma seca de cinco, seis anos, mesmo quando as providências foram tomadas na época certa a crise se estabelece", completou.

Fábio Lima
fabiolima@cidadeverde.com

Sejus investigará conduta de agentes presos em operação

O Secretário Estadual de Justiça Daniel Oliveira informou que foi aberto processo administrativo para investigar os três agentes penitenciários presos em operação nesta quinta-feira (29). Os servidores já foram afastados dos cargos até que o inquérito da Polícia Civil seja concluído. O processo administrativo pode levar a expulsão dos servidores.
"Nós lamentamos esse episódio mas é importante que essa página sirva também para a modenização do sistema penitenciário. Nossos servidores são abnegados, são grandes servidores, honestos e sérios. Vamos investigar administrativamente a conduta deses servidores e eles poderam ser demitidos dos cargos, a partir destes resultados", pontuou o gestor.
Atualmente a Sejus tem cerca de 850 agentes penitenciários. Nesta operação foram cumpridos dois mandados de prisão, três de busca e apreensão e uma condução coercitiva. Todos relacionados ao combate dos Crimes de Corrupção Ativa e Passiva. Três agentes penitenciários de Parnaíba foram presos.
Estrutura
A penitenciária de Parnaíba foi adaptada dentro do prédio de um mercado. Segundo o secretário as condições de manutenção dos presos no local são sujeitas a construção de uma nova unidade. "Nós já ampliamos os itens de segurança da unidade e também a partir de um motim que aconteceu lá houve essa reforma do Estado e a partir disso também outras ações para melhorar a segurança e a rotina dentro da unidade", completou.
Concurso
O secretário acrescentou que espera concluir o trâmite do concurso para agentes penitenciários até setembro e em seguida iniciar a convocação dos aprovados. "Nós temos essa seleção que é o concurso público que faz a investigação do passado dos servidores. A outra etapa é a avaliação rotineira e diária. Essa etapa é a partir das promoções que são feitas dentro do sistema prisional e da Secretaria de Justiça. Para isso também existe uma comissão que trata desse tema com relação a promoção e eu diria que esse serviço também é permanente", finalizou.
Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com

ONTEM TEVE SÃO JOÃO NO QUADRILHÓDROMO

Muitas comidas típicas, bebidas tudo que se refere a Festas Juninas, pena que hoje será último dia.

COMPAREÇAM!!! SERÁ SENSACIONAL.

Todas as quadrilhas deram um SHOW a parte.

Show de imagens!!!
Clique abaixo em mais INFORMAÇÕES e vejam mais fotos do evento

Heráclito Fortes recebe Michel Temer para almoço

Fenelon Rocha

Heráclito com o presidente Temer: almoço descontraído e sem temas político

O presidente Michel Temer teve uma pausa nos desassossegos de Brasília, hoje, na hora do almoço. Ao invés de compromissos oficiais e conversas sobre a crise, Temer teve um almoço de conversa amena e inocente.
Pelo menos esse é o relato do anfitrião do presidente, o deputado piauiense Heráclito Fortes (PSB), amigo de Temer de longas datas. Após evento na capital federal, Temer fez um sinal para Heráclito, para conversa mais reservada. Daí surgiu a ideia de almoçarem juntos. E Heráclito sugeriu um lugar de completo sossego: a casa do próprio deputado.
Foi um almoço para poucos. O próprio presidente se encarregou de chamar os deputados Benito Gama, Baleia Rossi e Carlos Marum. E Heráclito seguiu com dois piauienses que estavam certo de almoçar com ele: o vice-presidente do Banco do Brasil, Eduardo Pereira, e o prefeito de Bom Jesus, Marcos Elvas.
“Pense num almoço inocente”, disse Heráclito, observando que foi um momento de descontração onde o presidente teve uma pausa nas nada confortáveis discussões sobre a política brasileira do momento.

Escravizada pelo Estado Islâmico, mulher foi forçada a comer carne do cadáver do próprio filho

Escravizada pelo Estado Islâmico, mulher foi forçada a comer carne do cadáver do próprio filho
Uma escrava sexual do Estado Islâmico disse ter sido forçada a comer a carne, com arroz, do seu próprio filho. A história foi contada por Vian Dakhil, a única deputada yazidi do parlamento iraquiano. 
De acordo com ela, a criança foi morta pelo EI e sua carne foi cozinhada. 
"Uma das mulheres que conseguimos resgatar do Estado Islâmico contou que estava presa numa cave durante três dias, sem comida nem nada", contou Dakhi. "Depois eles trouxeram-lhe um prato de arroz com carne. Ela comeu tudo porque tinha muita fome. Quando ela acabou de comer eles disseram-lhe: 'nós cozinhámos o teu filho de um ano que raptámos e foi isso que acabaste de comer'".
Durante a entrevista, Vian e o jornalista choraram.
A mulher foi uma das escravas que foram libertadas pelas forças iraquianas que combatem o EI. Ela é yazidi, considerada "demoníaca" por fanáticos islâmicos por não sem nem árabe, nem muçulmana.
Esta publicação tem como objetivo denunciar as brutais práticas do Estado Islâmico.

BOMBA! NÃO FOI À TOA QUE TEMER NOMEOU RAQUEL DODGE COMO PGR(VEJA O VÍDEO)

News Atual

Operação: agente é preso vendendo celular por R$ 150 para presos em presídio

  • 9cc8c92a-d401-4487-bbd4-1ee9bc144a49.jpgAscom /SSP
  • 58cec03c-3af5-44d3-af86-0dec7a39163e.jpgAscom /SSP
  • 1711dd7b-c62a-4701-8659-76c6cc8f43ca.jpgAscom /SSP
  • 6307db64-bd7e-498c-a929-4d9b6f679d64.jpgAscom /SSP
  • a85fd501-5203-4838-b66c-7cefe8710565.jpgAscom /SSP
  • d1c69e35-12d9-4437-98dd-8aeecab84fe7.jpgAscom /SSP
  • e48f01a1-b79e-493a-8c0b-45c3f7f6e95b.jpgAscom /SSP
O delegado Laércio Evangelista, do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), informou agora pouco ao Cidadeverde.com que um agente penitenciário foi preso em flagrante ao entrar no presídio com um aparelho celular. O equipamento era  para entregar a um preso. A Polícia Civil deflagrou na manhã desta quinta-feira (29) a Operação Penitentes e prendeu três agentes penitenciários em Parnaíba, no litoral do Estado.
Segundo o delegado foi preso o agente José Maria Vieira Sobrinho, 45 anos, dentro do presídio de Parnaíba.
"Ele foi preso em flagrante ao entrar no presídio e iria receber R$ 150,00 do preso pelo celular. O agente seria conduzido coercitivamente, mas efetuamos a prisão em flagrante", contou Laércio Evangelista.
O secretário Estadual de Segurança Pública, Fábio Abreu, está em Parnaíba acompanhando a operação.  Por telefone, ele informou que a operação tem também efeito pedagógico.
"O objetivo é cortar o elo entre agentes e traficantes e mostrar que existe essa ligação e que estamos monitorando", disse Fábio Abreu. 
Atualizada às 8h21 e 10h30
O delegado geral da Polícia Civil, Riedel Batista, informou que, durante as primeiras horas da Operação Penitentes, deflagrada nesta quinta-feira (29), dois agentes penitenciários foram presos suspeitos de facilitarem a entrada de drogas e aparelhos telefônicos na Penitenciária Mista de Parnaíba.  
Nesta operação foram cumpridos dois mandados de prisão, três de busca e apreensão e uma condução coercitiva. Todos relacionados ao combate dos Crimes de Corrupção Ativa e Passiva. 
“Essa investigação em relação aos agentes penitenciários durou quase um ano e visa, sobretudo, impedir que os agentes penitenciários facilitem a entrada de drogas, celulares e outros objetos na Penitenciária de Parnaíba. Nós já temos dois agentes presos, um conduzido e estamos buscando por novas informações”, comentou o delegado. 
A ação é uma parceria da Polícia Civil do Estado, por meio do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco) com a Secretaria Estadual de Segurança. 
Tráfico de Drogas
Juntamente com a Penitentes, a Greco e a Secretaria Estadual de Segurança também deflagrou uma segunda operação que visa combater o tráfico de drogas e a comercialização de armas e munições durante o período de férias, no mês de julho, quando o número de visitações em Parnaíba – e cidades litorâneas na região – recebem grande fluxo de turistas.
Nesta operação estão sendo cumpridos 13 mandados de busca e apreensão. Destes, cinco suspeitos de tráfico já foram presos e drogas e armas foram apreendidas.
A operação, coordenada pela Delegacia Regional de Parnaíba, por meio da Delegacia de Homicídios/Tráfico de Drogas/Latrocínio, conta com o apoio das Delegacias de Luís Correia, Buriti do Lopes e Cocal.
Hoje, às 11 horas, em Parnaíba, será realizada uma entrevista coletiva, na Delegacia Regional. Estará presente o Secretário Fábio Abreu, delegado regional Eduardo Ferreira, delegados Eduardo Aquino, Laércio Evangelista e demais Delegados de Polícia que participaram das operações. 

Carlienne Carpaso e Yala Sena
redacao@cidadeverde.com

BOMBA Renan e Jucá trocam ameaças no Senado e Renan diz Temer governa o país com presidiário CUNHA(VEJA O VÍDEO)

News Atual

quinta-feira, 29 de junho de 2017

Prazo para sacar abono salarial do PIS/Pasep é prorrogado Data-limite seria nesta sexta-feira (30), mas saques voltarão a ser realizados em 27 de julho, e os trabalhadores terão até 28 de dezembro para retirar o dinheiro

O prazo para a retirada do abono salarial de 2015 para quem estava inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos foi prorrogado. A decisão é do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat). O prazo, que terminaria nesta sexta-feira (30), será reaberto em 27 de julho, e os trabalhadores terão até 28 de dezembro para retirar o dinheiro.
A proposta de prorrogação foi apresentada pelo ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, que atendeu pedido feito pelos representantes dos trabalhadores no Codefat. O ministro destacou que mais de 1,57 milhão de trabalhadores, 6,49% do total de pessoas com direito ao recurso, ainda não retiraram o abono.
O dinheiro ainda disponível chega a R$ 1,97 bilhão. "Estamos em um momento de recuperação da economia, mas os trabalhadores ainda enfrentam dificuldades, então acreditamos que essa prorrogação, principalmente neste momento, está sendo muito importante. Precisamos lembrar que esse dinheiro é um direito dos trabalhadores", afirmou o ministro.
“Tem direito ao abono salarial ano-base 2015 quem estava inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos; trabalhou formalmente por pelo menos 30 dias em 2015 com remuneração mensal média de até dois salários mínimos; e teve seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS)”, diz a nota do Codefat.
O Codefat aprovou também o calendário de pagamento do abono salarial ano-base 2016. De acordo com o conselho, o dinheiro vai beneficiar 24,12 milhões de trabalhadores, que poderão começar a sacar também no dia 27 de julho. “O saque inicial, nesse caso, será para os nascidos em julho (PIS), que recebem pela Caixa, e para quem tem inscrição com final O e que recebem Pasep pelo Banco do Brasil.
Para sacar o abono do PIS, o trabalhador que tem o Cartão Cidadão e senha cadastrada, pode se dirigir aos terminais de autoatendimento da Caixa, ou a uma Casa Lotérica. Se não tiver o Cartão Cidadão, pode retirar o dinheiro em qualquer agência da Caixa, mediante apresentação de documento de identificação. Informações sobre o PIS também podem ser obtidas pelo telefone 0800-726 02 07, da Caixa.
Os servidores públicos que têm direito ao Pasep precisam verificar se houve depósito em conta. Caso isso não tenha ocorrido, devem procurar uma agência do Banco do Brasil levando um documento de identificação. Mais informações sobre o Pasep podem ser obtidas pelo telefone 0800-729 00 01, do Banco do Brasil.

Entorno do DF tem dois municípios entre os mais violentos do país Novo Gama (GO) e Luziânia (GO) aparecem no ranking divulgado pelo Ipea. No DF, casos de assassinato de mulheres cresceram em 10 anos

MARIANA AREIAS - metrópoles


istock
Os dados de violência divulgados na segunda-feira (5/6) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) trazem pelo menos dois alertas para o Distrito Federal. O primeiro, que chama mais a atenção, é o aumento dos casos de assassinato de mulheres na capital do país. O número saltou de 47 para 58, de 2005 para 2015 — 23,4% a mais nos 10 anos pesquisados.

Em outro recorte, o Ipea mostra que o Entorno do Distrito Federal continua sendo uma das regiões mais violentas do país. Novo Gama e Luziânia aparecem, respectivamente, na 20ª e na 21ª posição na lista de 30 municípios onde a criminalidade não dá trégua. Altamira, no Pará, encabeça o ranking das cidades com mais de 100 mil habitantes com maior índice de violência em 2015.

Alguns crimes recentes ocorridos em Luziânia chocam pela brutalidade. Em abril deste ano, por exemplo, Natália Macedo, 26 anos, foi encontrada com sinais de enforcamento em seu apartamento na cidade goiana. O principal suspeito do homicídio é o marido, Ivo Mendes do Nascimento, que fugiu do local com o filho de um ano e três meses. O paradeiro dele e da criança ainda é desconhecido.
No DF, os casos de violência contra a mulher também são frequentes. Em março de 2016, por exemplo, em um caso que chocou a população, a jovem Louise Maria da Silva Ribeiro, 20 anos, foi asfixiada e morta pelo ex-namorado Vinícius Neres Ribeiro, também 20 anos, dentro do laboratório de Biologia da Universidade de Brasília (UnB). A universitária teve as partes íntimas queimadas por seu algoz, que não se conformava com o fim do relacionamento.
Arte/Metrópoles
ARTE/METRÓPOLES
Em 3 de março deste ano, o Tribunal do Júri de Brasília condenou Vinícius Neres Ribeiro a 22 anos por homicídio quadruplamente qualificado (motivo fútil, meio cruel, recurso que dificultou a defesa da vítima e feminicídio) e a 1 ano de reclusão e 10 dias de multa (equivalente a 1/30 de salário mínimo) por destruição de cadáver.
Vinícius teve a pena atenuada (de 25 para 22 anos) por ser menor de 21 e ter confessado espontaneamente o crime ocorrido no dia 10 de março de 2016 e que chocou Brasília. Segundo o promotor Marcello Medeiros, apesar de o assassino de Louise ser réu primário, deve cumprir 2/5 da pena em regime fechado (9 anos e dois meses) até poder pedir progressão de regime.
Ao final do júri, Medeiros comentou o resultado. “Falar em Justiça é complicado porque temos uma menina de 20 anos que perdeu a vida de maneira brutal. Penso que nós conseguimos atingir o que era possível dentro daquilo que a legislação permite. Os jurados acolheram todos os nossos pleitos, ressaltando a questão do feminicídio. Nesse particular, conseguimos mostrar para a sociedade que essa violência, que era tão oculta, existe e precisa ser reprimida”.
E a maioria das pessoas assassinadas na capital da República são jovens como Louise. Em 2015, segundo o Ipea, de um total de 742 homicídios no DF, 51% eram de pessoas entre 15 e 29 anos. Em 2012, o ano mais violento no Distrito Federal, 954 brasilienses perderam a vida de forma brutal. Em 2015, foram 742.
Relembre tragédias ocorridas no DF

Câmara vai notificar Temer e enviar denúncia à CCJ ainda nesta quinta Após este procedimento, presidente deve apresentar sua defesa

A Câmara dos Deputados vai notificar na tarde desta quinta-feira (29) o presidente Michel Temer para que ele apresente sua defesa em relação à denúncia da Procuradoria-Geral da República.
O documento será levado ao Palácio do Planalto pelo primeiro-secretário da Câmara, o deputado Giacobo (PR-PR).
A Câmara recebeu às 9h28 desta quinta a acusação formal do Ministério Público, segundo quem Temer cometeu o crime de corrupção passiva.
O rito a partir de agora será o seguinte: na sessão plenária da tarde desta quinta as 60 páginas da denúncia serão lidas pela deputada Mariana Carvalho (PSDB-RO), segunda-secretária da Casa. Após isso, Giacobo seguirá para o Planalto com a notificação.
Ainda nesta quinta a denúncia segue para a Comissão de Constituição e Justiça, a quem caberá dar o parecer sobre o caso.
A palavra final, porém, cabe ao plenário da Câmara. É preciso o apoio de pelo menos 342 dos 513 deputados para que o Supremo Tribunal Federal seja autorizado a analisar a denúncia. Se o aval for dado e a corte a aceitá-la, é aberto o processo, com o consequente afastamento de Temer do cargo.
A intenção do governo é acelerar a votação, já que avalia ter apoio para barrar a denúncia. A base de apoio a Temer quer, também, unificar em uma única votação as demais denúncias que devem ser apresentadas pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.
DATAS
O prazo de tramitação da denúncia na CCJ se dará entre 20 e 30 dias, nos cálculos do presidente do colegiado, o peemedebista Rodrigo Pacheco (MG). Cabe a ele indicar, entre os 66 integrantes titulares da comissão, um relator.
O governo quer emplacar na função um peemedebista do Rio Grande do Sul, Alceu Moreira ou Jones Martins, ou o deputado Laerte Bessa (PR-DF), todos eles aliados de Temer. Apesar de também ser do partido do presidente, Pacheco tem afirmado que não escolherá um deputado de viés acentuadamente governista para a função.
Outros cotados são Marcos Rogério (DEM-RO), Sergio Sveiter (PMDB-RJ), Esperidião Amin (PP-SC) e José Fogaça (PMDB-RS), todos de partidos aliados ao Palácio do Planalto.
Na CCJ, Temer terá o prazo de dez sessões para apresentar sua defesa. Após isso, a comissão tem mais cinco sessões para votar o parecer. Cumprida essa etapa, a denúncia volta para a Mesa da Câmara, que pautará sua votação em plenário na sessão seguinte.
A votação na CCJ é aberta, bastando o voto da maioria dos presentes à sessão para aprovação do parecer. No plenário a análise do caso também ocorre em votação aberta, com chamada nominal dos deputados para que declarem seus votos no microfone. Governistas discutem a possibilidade de esvaziar essa sessão, já que cabe aos apoiadores da denúncia reunir os 342 votos necessários.
A data de ambas as votações é incerta. Além de o governo poder não usar as dez sessões para apresentação da defesa de Temer na CCJ, as sessões da Câmara -instrumento de contagem dos prazos- não têm realização certa, elas só acontecem após atingido quórum, o que não costuma acontecer em algumas segundas e sextas.
Por fim, de 18 a 31 de julho o Congresso deve entrar em recesso, salvo se deputados e senadores não tiverem conseguido votar a Lei de Diretrizes Orçamentárias. Esse cenário é provável, mas mesmo nessa situação os parlamentares têm o costume de tirar férias por conta própria, o chamado "recesso branco". Com informações da Folhapress.