FumanchúWebRádio

fan page

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Cármen Lúcia recua e diz que não tomará providências contra Michel Temer

Cármen Lúcia recua e diz que não tomará providências contra Michel Temer
Em nota divulgada nesta segunda-feira, a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, afirmou que, após o presidente Michel Temer (PMDB) negar que a Abin (Agência Brasileira de Inteligência) tenha sido acionada para monitorar ministro do STF, o assunto está "por ora, esgotado".
 A presidente do Supremo também afirmou não ser possível duvidar da palavra do presidente da República.
Veja a íntegra da nota:
"A ministra presidente do Supremo Tribunal Federal não adotará qualquer providência sobre a notícia de que estaria havendo escuta ou medida irregular contra ministros do Supremo.
 O presidente da República garantiu não ter ordenado qualquer medida naquele sentido. Não há o que questionar quanto à palavra do presidente da República.
 A ministra presidente [do STF] já esclareceu na nota [emitida no sábado] que qualquer irregularidade vinda de qualquer órgão estatal, de qualquer dos poderes da República, de seus agentes ou da Procuradoria Geral da República contra qualquer cidadão brasileiro não será tolerada, por contrariar a Constituição.
 Portanto, o tema está, por ora, esgotado."
Postar um comentário