O Radar da Veja afirma que "a família de Eduardo Cunha fez chegar a figuras importantes de Brasília que o ex-todo poderoso está chegando ao limite psicológico na cadeia."
A coluna afirma porém, que o "agudo abatimento não o faça procurar o caminho da delação antes de setembro, quando Rodrigo Janot deixará o comando da PGR."
Ou seja, a coluna publicada é, supostamente, uma resposta de Michel Temer a Eduardo Cunha sobre a ameaça. 
Temer estaria depositando todas as fichas na substituição de Rodrigo Janot, para acabar de vez com a Lava Jato.