FumanchúWebRádio

fan page

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Gerente do roubo de cargas do Chapadão diz que recebe informações de funcionários de empresas

Targino foi preso em ação conjunta das polícias Militar e Federal
Rafael Soares
Jefferson Targino da Silva, preso nesta terça-feira numa ação conjunta das polícias Militar e Federal no Complexo do Chapadão, na Zona Norte do Rio, afirmou a PMs do Serviço Reservado do 41º BPM (Irajá) que recebe informações de funcionários de empresas sobre locais e cargas alvos de roubos. Targino é apontado como gerente de cargas do Chapadão e foi preso após uma denúncia anônima recebida por agentes da PF.
Targino foi apresentado pela PF como “um dos maiores ladrões de cargas do estado”. De acordo com a investigação que culminou com a prisão, era Targino quem recrutava outros ladrões e planejava os assaltos na região do Chapadão.
Na conversa com policiais, Targino também contou que estava previsto para ontem o roubo de uma carga de aparelhos celulares que sairia de São João de Meriti, na Baixada Fluminense, para a Barra da Tijuca, na Zona Oeste. A informação sobre o trajeto da carga havia sido passada por um funcionário da empresa que faria o transporte. Por conta da operação, os aparelhos não foram levados.
Com Targino, foi apreendida uma pistola
Com Targino, foi apreendida uma pistola
Além de Targino, também foram presos, em outros pontos do Chapadão e do vizinho Complexo da Pedreira outros sete suspeitos de envolvimento com roubos de cargas. Durante a ação, morreram e um menor foi apreendido; diversos produtos foram recuperados.
Além do Chapadão e da Pedreira, as incursões também aconteceram na comunidade do Guandu, em Japeri, na Baixada Fluminense; no Morro Jorge Turco, em Coelho Neto; no Juramento, em Vicente de Carvalho; no Complexo do Alemão; e no Morro Boogie Woogie, na Ilha do Governador (todos esses na Zona Norte da capital). Os produtos recuperados pela polícia eram de vários tipos, como pneus, biscoitos e eletroeletrônicos.
No mesmo horário da operação, empresários do setor de cargas fizeram uma manifestação na Avenida Brasil contra a explosão de roubos do tipo no estado. Cerca de 100 carretas foram da Penha até o Centro do Rio com placas solicitando o apoio do governo federal para combater o roubo de cargas no Rio.
Postar um comentário