Na última sexta-feira (02), a defesa de Renan Calheiros encaminhou um documento de solicitação à Justiça Federal de Curitiba

para que não fosse necessário o depoimento como testemunha de defesa dos acusados Jorge e Bruno Luz. Ao solicitar a dispensa de comparecimento à audiência, o senador Renan Calheiros argumentou ainda que não conhece os operadores do PMDB no esquema de corrupção na Petrobras Jorge Luz e o filho Bruno Luz. Vale ressaltar que o senador Renan Calheiros e o deputado federal Aníbal Gomes, possuem prerrogativa de foro privilegiado, com a possibilidade de que seus processos sejam julgados através do Supremo Tribunal Federal.Renan calheiros está desesperado, sabendo que pode ser preso a qualquer momento!
A relatoria de todos os processos de políticos com foro estão sob a condução do ministro relator Luiz Edson Fachin.