FumanchúWebRádio

fan page

Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

terça-feira, 11 de julho de 2017

Bombeiro e professor de cursinho do DF é preso por tráfico em Minas Subtenente Josimar Padilha Alves de Araújo foi detido, com outras nove pessoas, em uma festa na madrugada de domingo (9/7)

Pedro Alves  metrópoles
PMMG/Reprodução
Josimar Padilha Alves de Araújo, professor de cursinhos preparatórios para concursos públicos e subtenente do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF), foi preso por tráfico de drogas no domingo (9/7), durante uma festa na cidade de Unaí (MG). De acordo com a Polícia Civil mineira, no carro de um amigo do militar, investigadores encontraram um frasco plástico com diversos compridos de ecstasy. Outras nove pessoas também foram detidas durante a operação, que ganhou o nome de Barcelona.
A ação tinha o objetivo de coibir o uso e o tráfico de drogas em uma festa na área rural de Unaí — chamada Níver do Branquinho —, à beira da DF-251, próximo à saída que liga a cidade mineira a Brasília. Após prenderem um traficante na última semana, a corporação descobriu que haveria um grande consumo de drogas sintéticas durante a festa.
Por essa razão, foi montada a operação com agentes infiltrados no local. De acordo com a ocorrência registrada na 1ª Delegacia de Polícia de Unaí, os 10 presos durante a operação “frequentemente se deslocavam até o estacionamento, entravam nos veículos e, ao retornarem para onde os participantes estavam aglomerados, distribuíam algo nas mãos dos mesmos”.
De acordo com a Polícia Civil, ao ser abordado, o subtenente Josimar Padilha afirmou que iria ao carro apenas buscar alguns pertences. No entanto, se negou a entregar as chaves para que os investigadores fizessem buscas no veículo. Ele foi imobilizado e a chave precisou ser tomada à força. Foi dentro deste carro que os policiais encontraram o pote com ecstasy.
O militar do CBMDF disse que o veículo pertencia a Rone Peterson Freire Rodrigues, que foi preso dentro da festa. Também de Brasília, o rapaz é sócio de uma empresa de transporte executivo sediada no Riacho Fundo. Ao todo, foram apreendidos, durante a operação, 147 comprimidos de ecstasy, 10 tubos de lança-perfume, R$ 3,9 mil em dinheiro e quatro automóveis.
Raciocínio lógicoAlém do trabalho no Corpo de Bombeiros, o subtenente Josimar Padilha atua como professor de matemática e raciocínio lógico em cursinhos preparatórios da capital federal. Ele já trabalhou em instituições como Vestcom, LFG — Anhanguera e Educação Avançada, Gran Cursos, e Instituto Gilber Botelho. Na página que mantém no Facebook, Padilha tem mais de 18 mil curtidas.
Acionado pelo Metrópoles, o Corpo de Bombeiros disse, por meio de nota, que “os fatos serão esclarecidos por meio do respectivo inquérito policial”. Ainda segundo o documento, a corporação ressalta que “tão logo estejam disponíveis as informações por parte das autoridades policiais, serão adotadas as medidas administrativas e disciplinares que o caso requer”.
Caso a participação do militar seja confirmada, Padilha “será responsabilizado de acordo com as leis vigentes, podendo sofrer sanções disciplinares e administrativas que variam desde repreensão até a perda do cargo público”.
(Colaborou Suzano Almeida)
Postar um comentário