Em laudo sobre o sítio de Atibaia, supostamente de propriedade de Lula, técnicos da Polícia Federal disseram que “causa estranheza” o petista ter dito que não conhecia o engenheiro Paulo Gordilho, da OAS, que teria coordenado as reformas no local.
Lula foi questionado se conhecia Gordilho no dia 4 de março, na 24ª fase da Lava Jato, e disse que “por nome, não”,
No final de julho, veio à tona laudo com fotos apreendidas com o engenheiro. Em uma delas, ele aparece ao lado do ex-presidente, bebendo, no que ele próprio chama de “sítio do Lula”.
A defesa do ex-presidente tem insistido no ponto de que a propriedade do sítio, formalmente, não é de Lula. Sobre o laudo, os advogados afirmam que Lula “não é obrigado a recordar o nome de todas as pessoas que já tiraram foto com ele”, e que há obsessão da Lava Jato em tentar incriminar o petista.
Segundo as investigações, a compra do sítio foi feita de forma a ocultar que o ex-presidente seria o verdadeiro proprietário, já que há indícios de que  Lula e a ex-primeira-dama Marisa Letícia orientaram as obras e visitaram o local mais de cem vezes depois que ele deixou a Presidência.
Além da OAS, a Odebrecht também teria feito obras no local, de acordo com a investigação.
Abaixo, um vídeo do depoimento de Lula, exatamente na parte que ele confessa, sem querer, a propriedade do sítio de Atibaia. 
Confira: