A juíza Fatima Cristina Ruppert Mazzo negou pedido de Lula para que o inventário de Marisa Letícia corresse em sigilo. Segundo Mazzo, "não se vislumbra interesse público na manutenção do sigilo".
 Os advogados do petista haviam pedido para que o processo ficasse em segredo com a justificativa de que seriam apensados dados bancários e declarações de bens prestadas à Receita Federal que, ‘com certeza serão devassados pela imprensa’.
"Ao contrário, considerando-se a notoriedade das pessoas envolvidas, mormente o fato de o inventariante ter exercido elevado cargo público, o interesse público justamente recomenda a transparência de seus atos", ensina a juíza.
O Antagonista teve acesso ao documento da decisão. Confira: