FumanchúWebRádio

fan page

Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

domingo, 2 de julho de 2017

Procuradores da Lava Jato ameaçam abandonar seus cargos caso Raquel assuma a PGR

Procuradores da Lava Jato ameaçam abandonar seus cargos caso Raquel assuma a PGR
A coluna Expresso da Época, diz que alguns dos procuradores à frente da Lava Jato na Procuradoria-Geral da República ameaçam abandonar seus cargos se a subprocuradora Raquel Dogde for confirmada no Senado como nova chefe do Ministério Público Federal. 
Os investigadores enxergam a indicação dela com grande desconfiança e por isso não querem trabalhar com ela. 
Para eles, a indicação de Raquel é uma tentativa do presidente Michel Temer e do ministro Gilmar Mendes de sufocar, por dentro, a Lava Jato. 
A coluna acrescenta que alguns dos procuradores já trabalharam com a subprocuradora e não gostaram do que qualificam como estilo centralizador dela. Nenhum percebe nela coragem e ímpeto para comprar as brigas que o atual procurador-Geral, Rodrigo Janot, comprou ao longo da operação.
Janot por sua vez tem orientado a equipe a não fazer o jogo de Temer e Mendes. Para o PGR, Gilmar Mendes é quem estaria por trás desta manobra rachar a Lava Jato.
"Se saírem, argumenta o atual PGR, os procuradores terão caído na arapuca. Primeiro, poupariam Dogde do imenso desgaste político - interno e perante a opinião pública - de afastá-los. Esse afastamento transcorreria lentamente, por meio de uma fritura. "
Mas ninguém ali duvida de que este abandono ocorreria. "Ninguém terá condições de trabalho com a Raquel", diz um deles.

Com a coluna Expresso da Época
Postar um comentário