FumanchúWebRádio

fan page

sábado, 15 de julho de 2017

Relator do processo que pode determinar a prisão de Lula, manda recado importante

Nesta sexta-feira (14), pela primeira vez o desembargador João Pedro Gebran Neto, relator dos processos da Lava Jato no Tribunal Regional de Recursos da 4ª Região (TRF-4), pela primeira vez se manifestou sobre um eventual recurso a ser proposto pela defesa do ex-presidente Lula, condenado a 9 anos e seis meses de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.
O magistrado disse que não está preocupado com as ‘consequências políticas’ do caso, mas sim ‘com as consequências jurídicas’.
“Eu estou pensando no meu processo, em que estão sendo imputados fatos a uma pessoa. A questão eleitoral é uma consequência, mas não sou eu que determino”, disse Gebran Neto.
Sobre o tempo que irá demorar para julgar o caso, disse que tentará julgar ‘o mais rápido possível’.
A manifestação gera o natural entendimento de que antes do pleito de 2018, caso seja mantida a decisão condenatória, Lula estará inelegível e preso.
Via jornaldacidadeonline.com.br 
Postar um comentário