FumanchúWebRádio

fan page

Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

sexta-feira, 7 de julho de 2017

Votos contra são quase 4 vezes maiores que declarações de apoio a Temer Membros da Comissão de Constituição e Justiça que já se declararam favoráveis a denúncia chega a 21, de um total 66

Logo após o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denunciar o presidente Michel Temer por corrupção passiva, o que ocorreu no último dia 26, pelo menos 13 parlamentares que integram a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) se posicionaram a favor da abertura do processo.
No último domingo (2), levantamento feito pelo jornal O Globo apontava a manutenção desse número. No entanto, nova pesquisa, realizada durante esta semana, mostra que mais oito membros do colegiado se posicionaram contra Temer.
Já os que declararam apoio ao presidente subiram de quatro, no último domingo, para seis, nesta sexta. A CCJ é formada por 66 deputados.
"Pelo que já li da denúncia, considero bastante grave, está bem embasada, e atende aos critérios de admissibilidade na CCJ", posicionou-se Fábio Souza (PSDB-GO), apesar de ser da base aliada do presidente.
Segundo informações que circulam nos corredores do Congresso, os políticos estão evitando se posicionar abertamente a favor do presidente. A grande maioria dos ouvidos não respondeu ou se mostrou indecisa.
"Votarei como o partido decidir", disse Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), na última semana.
Fato é que, em cinco dias, o número de deputados a favor da denúncia contra o presidente cresceu quatro vezes mais que as declarações de apoio a ele. A votação na CCJ é o primeiro passo, na Câmara, para autorização ou não da denúncia.
O relator, deputado Sérgio Zveiter (PMDB-RJ), deve apresentar seu parecer na semana que vem.
Postar um comentário