O general Eduardo Villas Boas, comandante máximo do Exército, usou as redes sociais nesta quinta-feira (3) para criticar o aperto orçamentário que a Força Terrestre está sofrendo.usou as redes sociais nesta quinta-feira (3) para criticar o aperto orçamentário que a Força Terrestre está sofrendo.
"Conduzo seguidas reuniões sobre a gestão dos cortes orçamentários impostos ao @exercitooficial. Fazemos nosso dever de casa, mas há limites", desabafou o general em sua conta oficial no Twitter.
A principal queixa dos militares é que o governo federal impõe seguidas missões ao Exército em todas as áreas, mas a equipe econômica não repassa os recursos necessários para o desempenho dos trabalhos.
Mais cedo, na cerimônia de entrega de espadas ao promovidos, o chefe do Estado Maior do Exército, general Fernando Azevedo e Silva, salientou que os novos generais "no campo interno, chegam em meio a uma crise sem precedentes: na política, na economia e, principalmente no aspecto moral". Segundo o general Fernando, "as Forças Armadas, mantenedoras da estabilidade e fiadoras da Constituição, são as derradeiras guardiãs da lei e da ordem, e emergem, por seus méritos, como as Instituições de maior credibilidade junto à população brasileira". E avisou: 
— O povo sabe que pode contar conosco para defender a democracia, a nossa terra e os nossos valores.
Com informações do Estadão Conteúdo