O procurador da Lava Jato de Curitiba, Carlos Fernando dos Santos Lima, disse o que ninguém tem coragem de dizer abertamente. 
Ele afirmou em sua rede social, que o ministro do STF, Gilmar Mendes, age como advogado de defesa do presidente da República Michel Temer.
Mendes já julgou Temer uma vez e absolveu, mas ainda pode ser um dos julgadores de outra provável denúncia. 
Veja o que disse o procurador sobre o novo encontro clandestino do ministro com o presidente:
GILMAR MENDES AGE COMO ADVOGADO DE TEMER. Já foi assim na escandalosa decisão do TSE sobre a chapa Dilma-Temer. Agora, mesmo sendo Ministro do STF e portanto, possível julgador do presidente, continua nas suas visitas noturnas e fora da agenda ao Palácio do Jaburu. As suas falas sobre Janot tem origem, com certeza, nessas reuniões. Sua atitude ofende aos princípios básicos da magistratura, pelo que Gilmar deve ser declarado suspeito. A credibilidade do STF está em risco com a falta de pudor desse ministro.