fan page

Federação das Industrias do Estado do Piauí

Federação das Industrias do Estado do Piauí

sábado, 10 de novembro de 2018

Burocratas Do BNDES, Que Entraram No Bando No Regime Petista, Retrucam A Bolsonaro Sobre “Caixa Preta”

NBO
Em resposta ao presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), a Associação dos Funcionários do BNDES (AFBNDES) divulgou nota na qual afirma que o banco “cumpre as normas previstas em lei” em relação ao sigilo bancário. Na quarta-feira (8), Bolsonaro afirmou que irá “abrir os sigilos bancários do BNDES na primeira semana de governo”. Durante a campanha, o então candidato falou também sobre abrir a caixa-preta do BNDES. De acordo com a nota dos funcionários, o BNDES “divulga suas operações de forma ampla e transparente, sem paralelo com qualquer outro banco”. Esse banco serviu para as altas bandidagens da organização criminosa petista durante os governos do bandido corrupto Lula e da mulher sapiens petista. Serviu para fina A associação afirma que todas as informações estão disponíveis no seu portal institucional. Em entrevista a jornalistas, Bolsonaro disse: “o BNDES, da minha parte, vamos abrir todos os sigilos para vocês. Todos. Sem exceção”. De acordo com a nota da associação, suas normas são previstas pela lei complementar 105, de 10/1/2001. “Não foi formulador, criador ou demandante”, dizem. Nesta quinta-feira (8), o presidente eleito afirmou no Twitter que irá abrir a “caixa-preta” do banco. “Firmo o compromisso de iniciar o meu mandato determinado a abrir a caixa-preta do BNDES e revelar ao povo brasileiro o que foi feito com seu dinheiro nos últimos anos. Acredito que esse é um anseio de todos”, escreveu. Na nota, a AFBNDES afirma que o banco presta contas ao Bacen, CVM, CGU e TCU. E que “vem sendo investigado, há quatro anos, por diversos órgãos de controle e foi submetido à três CPIs, operação Lava Jato, operação Bullish, Comissões de Apuração Interna e auditoria independente”. O comunicado finaliza afirmando que “até o momento” não há nenhuma evidência de corrupção.
Postar um comentário